in

Afinal, Madeleine está viva ou não em Pantanal? Afirmação de atriz pode ter desvendado o mistério

Nas redes sociais há várias teorias explicando que a personagem de Karine Teles ainda pode estar viva.

TV Globo

Os telespectadores que acompanham a novela Pantanal já viram nas redes sociais inúmeras teorias que surgiram para explicar que a personagem Madeleine (Karine Teles) ainda pode estar viva na trama. A mãe de Jove (Jesuíta Barbosa) foi dada como morta após sofrer um acidente aéreo, mas seu corpo nunca foi encontrado. A desculpa que deram na novela é que, como o avião caiu em um rio cheio de piranhas, os corpos, tanto de Madeleine quanto do piloto da aeronave, foram devorados pelos peixes.

Publicidade

Para explicar que a personagem ainda está viva, fãs se apegam ao roteiro original da trama, que foi escrito há mais de trinta anos por Benedito Ruy Barbosa. Na versão exibida pela Manchete em 1990, Madeleine sofreria o acidente, mas não morreria. A mãe de Jove seria resgatada e cuidada pelo Velho do Rio (Osmar Prado) e depois de alguns ensinamentos da entidade mística, se transformaria em uma pessoa melhor.

Esse roteiro, no entanto, sofreu uma alteração de última hora por conta da atriz Ítala Nandi, que vivia Madeleine na versão original. A atriz teve alguns compromissos profissionais fora do Brasil e decidiu deixar a novela, o que acabou chateando Benedito Ruy Barbosa. O autor, então, optou por “matar” a personagem.

Publicidade

Ainda há a dúvida se Bruno Luperi, que é neto de Benedito e quem adapta a obra para a Globo, irá manter o roteiro original ou se tudo ocorrerá da mesma forma que foi exibida na Manchete.

Publicidade

Mas embora Bruno Luperi não tenha dado muitas pistas sobre o assunto, a própria atriz Karine Teles pode já ter esclarecido o mistério. Segundo a atriz, todas as suas cenas já foram gravadas. Sendo assim, ela não teria mais nenhuma participação na novela daqui para frente.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com