in

Apresentador Monark defende Léo Lins de ataques, após o comediante ser demitido por piada polêmica

Em seu show, o humorista de 39 anos fez uma piada em que cita o Teleton e uma criança com hidrocefalia.

Youtube Flow Podcast

Monark usou as suas redes sociais para defender o humorista Léo Lins, demitido da emissora de Silvio Santos após uma fala relacionada ao programa Teleton e uma criança cearense com hidrocefalia.

Publicidade

Segundo Monark, o ex-funcionário do SBT foi demitido por fazer uma piada, e que ao agirem dessa forma estão “criminalizando a profissão de humorista”, visto que apenas as coisas politicamente corretas podem ser faladas em público. Ele ainda ressaltou que a sociedade já está censurada atualmente, e a liberdade de expressão está cada dia mais escassa.

Compreenda a polêmica

No último final de semana, um vídeo em que o comediante Léo Lins aparece debochando de uma criança cearense com hidrocefalia tem repercutido nas redes sociais. Na ocasião, ele ainda mencionou o Teleton, que oferece tratamento para crianças e adolescentes com algum tipo de deficiência.

Publicidade

Lins disse para o público que acha o Teleton legal, visto que eles ajudam crianças com alguns “problemas”. Ele relatou ter visto um vídeo de uma criança que mora no Estado do Ceará, com hidrocefalia. Segundo ele, o lado bom disso é que o único lugar da cidade que tem água é a cabeça do garoto. “A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes”.

Publicidade

Após a demissão do profissional, a assessoria do SBT preferiu não falar muito sobre o ocorrido, apenas se limitou a dizer que Léo não é mais um funcionário do SBT, e que o contrato com ele havia sido encerrado.

Publicidade

A equipe do site Splash questionou se o vínculo já não existia desde antes da polêmica ou se aconteceu por conta da repercussão do caso, o canal disse que “foi encerrado” depois do ocorrido.

Publicidade