in

Pantanal – José Leôncio ameaça jogar peões na cadeia após homofobia: ‘Isso que ocês fizêro tem nome’

O fazendeiro colocará os filhos e os funcionários na parede após comportamento com Zaquieu.

REDE GLOBO | DIVULGAÇÃO

A chegada de Zaquieu ao Pantanal movimentará a trama e causará reflexões. O chefe de cozinha chegará à fazenda de José Leôncio ao lado de Mariana, avó de Jove. Porém, o funcionário enfrentará resistência por parte dos peões da fazenda, que debocharão do fato de Zaquieu ser homossexual. O fiel escudeiro de Mariana decidirá deixar o Pantanal.

Publicidade

Antes de viajar, ele deixará uma carta para a patroa explicando seus motivos. O chefe de cozinha dirá que não pôde permanecer no local devido ao comportamento dos moradores que ali residem. Zaquieu mencionará a obsessão de Filó pela cozinha, o comportamento agressivo de José Leôncio e a as piadas que ouviu por parte dos peões.

Mariana fará José Leôncio tomar conhecimento da carta deixada pelo mordomo. A princípio, o Rei do Gado dirá que tudo não passa de frescura por parte de Zaquieu. Porém, alertado por Irma, o fazendeiro entenderá que o comportamento dos peões foi homofóbico e se configura como crime.

Publicidade

José Leôncio reunirá os peões, inclusive os filhos, para dar um ultimato a todos. O filho de Joventino dirá que o comportamento apresentado por todos é crime e dá cadeia. Tadeu continuará debochando de Zaquieu e será repreendido pelo pai, que ameaçará jogar na prisão quem repetir o comportamento.

Publicidade

Isso que ocês fizêro tem nome e num chama piada. Chama homofobia. E é crime“, dirá José Leôncio, que ainda fará uma reflexão sobre a homofobia estrutural a que todos foram submetidos. Por fim, o fazendeiro dirá que nem os filhos serão perdoados caso repitam o comportamento homofóbico.

Publicidade
Publicidade