in

Jornalista da Globo é afastada de telejornal e pede orações aos fãs

A comunicadora é ancora de um jornal local em uma afiliada da Globo no interior de SP.

REPRODUÇÃO/ EPTV

A apresentadora Lucieli Dornelles, conhecida por apresentar o EPTV1, o jornal do horário de almoço da afiliada da Globo em Ribeirão Preto, interior de SP, está enfrentando momentos difíceis há quase dois meses depois de ter sido afastada por complicações de uma infecção respiratória.

Publicidade

Lucieli detalhou que está sem voz e que sua garganta estava seca, mesmo seguindo corretamente o tratamento. Ainda sem data de volta ao ar, a comunicadora pediu que seus fãs orassem por ela.

Em sua rede social, a jornalista contou que no final do mês de maio, testou positivo para a Covid-19. Relatou que já estava um pouco rouca, e até tinha recebido mensagens de telespectadores que notaram certa instabilidade em sua voz. Até então, Lucieli achava que a rouquidão era causada por um refluxo somado à laringite.

Publicidade

Dias depois, a jornalista revelou que ficou completamente sem voz, por consequências de uma infecção respiratória. Lucieli descobriu que a perda total da voz ou um tom levemente desafinado e instável, é um sintoma muito comum da quarta onda do vírus.

Publicidade

Lucieli teve que ser afastada do comando do telejornal para realizar os tratamentos. Ela contou que sua infecção é chamada pelos médicos de garganta da covid, e está sendo acompanhada por um otorrino, além de tomar vários medicamentos e fazer exercícios e sessões de estimulação das cordas vocais.

Publicidade

Mesmo afastada, a jornalista continua trabalhando na EPTV, por enquanto, longe das câmeras, segue na edição de texto. Lucieli agradeceu a preocupação dos fãs, pediu orações, e diz que está fazendo todo o tratamento corretamente para voltar o mais breve possível.

Publicidade