in

Advogado que recebeu Pix por engano da Globo, no valor de R$ 318 mil e gastou, desiste de processo

Um setor interno da emissora fez a transferência do valor para a conta bancária errada.

Reprodução/ Hugo Gloss

Marcos Antônio Rodrigues do Santos, que é advogado, e foi processado pela Rede Globo após comprar um imóvel com um Pix de 318 mil reais, transferido em um erro da emissora, desistiu de recorrer na Justiça. Ele está sendo acusado de apropriação indébita, e tentava no processo obter alguma compensação pelas consequências que teve após a repercussão do caso.

Publicidade

De acordo com o portal Notícias da TV, o advogado afirmou querer negociar diretamente com a emissora, sem brigas ou discussões. A desistência pode fazer parte de um acordo entre os envolvidos. No entanto, até agora, nenhuma decisão foi registrada. O caso é julgado na terceira Vara Cível do Rio de Janeiro.

O alvoroço entre as partes começou em dezembro de 2021. A Globo alegou ter assinado um acordo judicial com um jornalista e teria que fazer um depósito no mesmo dia. No entanto, o departamento responsável transferiu o dinheiro para a conta de Marcos, que não tinha relação nenhuma com a história.

Publicidade

Após perceber o erro, a Globo alegou ter tentado conversar com o rapaz, e recebeu informações de que ele havia comprado um imóvel com o valor transferido. Indignada com o fato, a emissora acionou a Justiça para bloquear o imóvel e tentar reaver o dinheiro que estaria nas mãos de Marcos por ‘um erro’.

Publicidade

Após o caso repercutir, Marcos devolveu o valor à emissora. No entanto, o tribunal negou seu pedido de arquivamento do processo e prosseguirá com o caso, alegando que houve uma apropriação indevida do dinheiro recebido. O pedido de manter o caso em sigilo também foi negado.

Publicidade

Publicidade