in

Por que Klara Castanho engravidou mesmo tomando pílula do dia seguinte? Médica explica eficácia do comprimido

Atriz fez relato comovente em rede social expondo situação após abuso que sofreu.

Marcos Santos/USP Imagens

Na noite do último sábado (25/06), a atriz Klara Castanho fez um desabafo por meio de sua conta oficial do Instagram. Na rede social, a celebridade revelou ter sido abusada sexualmente enquanto estava longe de sua cidade e dos parentes.

Publicidade

Klara afirmou que depois do ato tomou pílulas do dia seguinte, comprimidos utilizados para evitar gravidez. Contudo, meses após o estupro, a atriz foi ao médico realizar exames e descobriu que estava esperando um bebê.

Klara, que é famosa por atuar em novelas da Globo, deu à luz e, por meio dos trâmites legais, entregou a criança para a adoção para que ela fosse criada por outra família já que a atriz não se achou em condições psicológicas de cuidar do bebê.

Publicidade

O que é e qual a eficácia da pílula?

A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo geralmente utilizado em último caso, quando, por exemplo, o preservativo estoura durante a relação íntima. Esse comprimido também é bastante usado em casos de abusos sexuais por vítimas a fim de evitar uma gravidez fruto do estupro.

Publicidade

A pílula ainda pode ser utilizada por mulheres que tenham esquecido de tomar seu anticoncepcional de costume. Sem necessidade de receita médica, o comprimido deve ser ingerido o quanto antes, pois a medida que os dias passam, seu efeito vai perdendo a eficácia.

Publicidade

O mais recomendado é tomar a pílula até 12 horas depois do ato sexual. De acordo com a ginecologista Albertina Duarte Takiuti, a eficácia do comprimido é de 85%, ou seja, há chance de 15% de que ele falhe, resultando em uma gravidez.

A especialista acrescenta que a cada 20 mulheres que tomam a pílula do dia seguinte, 3 ficam grávidas.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.