in

Klara Castanho declara que entregou bebê para a adoção, e sofre ataques na web: ‘não quis olhar para o rosto’

O caso ganhou força depois que Antonia Fontenelle falou sobre o assunto durante uma live.

Instagram Klara Castanho

Klara Castanho revelou na noite de ontem (25) que ficou grávida após ser vítima de um estupro e entregou a criança para a adoção depois de ter dado à luz. O relato veio à tona por meio de uma carta aberta publicada em seu perfil no Instagram, e desde então o assunto tem repercutido na mídia. Algumas famosas chegaram a prestar solidariedade por tudo que a atriz viveu.

Publicidade

Tudo começou quando Antonia Fontenelle disse durante uma live no Youtube  que “uma atriz global de 21 anos teria engravidado e doado a criança”. “Ela não quis olhar para o rosto da criança”, declarou a apresentadora.

Mesmo não tendo citado publicamente o nome Klara, os internautas começaram a associar a fala da loira com a atriz da TV Globo. Depois do vídeo de Antonia repercutir na internet, diversos internautas fizeram críticas contra Klara e afirmaram que a jovem de 21 anos não teve responsabilidade alguma com a criança que gerou. Mesmo sem saber de fato o que aconteceu, Klara foi julgada e atacada.

Publicidade

Quando procurada pelo site Splash, Antonia se manifestou dizendo que não tem nada a ver com a repercussão do caso e nem com os ataques que Klara tem sofrido, visto que ela não citou nome em momento algum. No Instagram, Fontenelle disse que o ato da atriz ao entregar a criança para a adoção se caracteriza como “abandono de incapaz”.

Publicidade

Klara afirmou que foi vítima de um abuso e ficou grávida, mesmo depois de ter tomado a pílula do dia seguinte. Ela deixou claro que não queria que o assunto se tornasse público, mas depois de toda a repercussão e julgamentos, decidiu contar a sua versão da história.

Publicidade

Vale destacar que a entrega para adoção é uma decisão amparada pela lei. Na carta aberta de Klara Castanho, é explicado que todo o processo foi acompanhado por uma advogada. Ainda, a atriz destacou que quis resguardar o bebê, que poderá crescer em uma família amorosa, sem nunca descobrir que é resultado de um crime.

Publicidade