in

Conversa no WhatsApp mostra que empresário do Luva de Pedreiro negociava compra de apartamentos luxuosos

O empresário Allan Jesus passou a ser criticado depois que Iram Ferreira fez uma live nas redes sociais.

REPRODUÇÃO/ NE10

Allan Jesus, empresário da AJS Consultoria, que gerenciava a carreira do influenciador Iran Ferreira, conhecido como Luva de Pedreiro, estava tentando fechar negócios para comprar quatro apartamentos luxuosos no Rio de Janeiro. De acordo com uma apuração exclusiva do portal SBT News, no início de junho, Allan estava conversando com corretores do Condomínio Cidade Jardim, em Jacarepaguá, interessado ​​em comprar imóveis à vista e com urgência.

Publicidade

Prints de conversa no WhatsApp, obtida pelo portal, mostram que o empresário buscava informações sobre apartamento, e pedia mais detalhes sobre os imóveis, que variam de R$ 650 mil a R$ 800 mil, por 90 metros quadrados. Em seguida, recebe links para acessar as fotos do apartamento. Ele ainda diz precisar pagar tudo à vista.

À tarde, Allan envia um áudio dizendo já estar negociando um outro apartamento, mas afirma que deseja comprar pelo menos quatro imóveis.

Publicidade

Publicidade

Na manhã seguinte, o empresário continua a conversa e diz que não tinha visto o imóvel, mas que repassaria as informações para a esposa, reiterando a pressa de fechar o negócio e pagar o valor à vista.

Publicidade

A polêmica entre o empresário e o influenciador Luva de Pedreiro começou no último domingo (19 de junho). Luva deixou os fãs intrigados ao entrar ao vivo e anunciar que faria uma pausa na publicação de seus vídeos sem explicar o porquê. Em uma semana, o influenciador deixou de seguir seu representante e removeu várias publicações que o ligavam à AJS Consultoria.

Dias depois, o colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, revelou que Luva de Pedreiro teria apenas 7.500 reais em sua conta bancária, a gota d’água para dar início a uma série de críticas ao empresário, que gerenciava a carreira do jogador e influenciador.

Allan Jesus esclareceu, nesta quinta-feira (23), que o influenciador tinha conhecimento de conta conjunta com a empresa, e que os contratos publicitários somam cerca de R$ 2 milhões, e afirmou que os pagamentos estão previstos para acontecer em julho.

Publicidade