in

Ilariê: Compositor da música diz se Xuxa fez pacto com o diabo: ‘Ela era o alvo’

Cid Guerreiro, compositor da canção, compôs a música no fim dos anos 80.

UOL | RD1 | DIVULGAÇÃO

A música “Ilariê”, composta por Cid Guerreiro no fim dos anos 80, fez um grande sucesso na voz de Xuxa. Até os dias de hoje, mais de 30 anos atrás, a canção é tocada em festas infantis alegrando a criançada. Porém, de acordo com o site UOL, rumores levantados quase puseram a magia da canção em xeque.

Publicidade

Boatos de que a música, era, na verdade, uma espécie de pacto com o diabo, despertou a curiosidade de muitas pessoas. Cid Guerreiro, compositor da canção, resolveu pôr fim a esses rumores de uma vez por todas. De acordo com o músico, a canção não está relacionada a nenhum pacto. Segundo ele, os boatos teriam surgido dentro da igreja evangélica.

O compositor revelou que as pessoas diziam que se tratava de um ex-bruxo que se transformou em pastor para espalhar a palavra “Ilariê”, que seria associada a erê. Erês são denominadas as crianças do candomblé. Guerreiro disse, ainda, que também foi inventado que a palavra era uma espécie de dialeto africano.

Publicidade

Pondo fim aos boatos, o compositor afirmou que a palavra foi criada por ele, e que “Ilariê” é relacionada com “hilária”, característica que enxergava em Xuxa. O músico afirmou que tudo não passou de uma perseguição contra a apresentadora. “Esse cara dizia que eu fiz o pacto e entreguei a música para a Xuxa. Ela era o alvo” contou Cid.

Publicidade

Guerreiro destacou que, na Bahia, os músicos possuem o hábito de compor letras fáceis e com poucas notas, além de rimar vogais. À época, ele ressalta que criou a palavra e a canção para rimarem com um grande sucesso da época chamado “Dança do Bambolê”.

Publicidade
Publicidade