in

Sem William Bonner, Jornal Nacional expõe condenação de Bolsonaro, mas presidente recebe apoio

Telejornal foi apresentado por Heraldo Pereira e Renata Vasconcellos nesta terça-feira (7).

Reprodução Globo

Jair Bolsonaro foi assunto no Jornal Nacional desta terça-feira (7). O telejornal foi apresentado por Renata Vasconcellos e Heraldo Pereira, que tem substituído William Bonner no comando do JN. Heraldo e Renata leram nota noticiosa com a condenação contra o atual presidente da República.

Publicidade

Heraldo começou a ler a notícia e informou aos telespectadores que a Justiça de São Paulo condenou o presidente a pagar indenização coletiva para jornalistas. A ação foi movida pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo. O valor a ser pago é de R$ 100 mil.

Heraldo prosseguiu informando que o sindicato afirma que o presidente tem atacado a categoria. Em 2020, por exemplo, foram 175 ataques à imprensa. Os ataques feitos pelo presidente, segundo o sindicato, faz com que seus apoiadores também se manifestem de forma agressiva.

Publicidade

Na sequência, Renata Vasconcellos cita que a decisão foi tomada pela juíza Tamara Mattos. Segundo a magistrada, os ataques agressivos e reiterados de Bolsonaro aos jornalistas extrapolam a liberdade de opinião. O presidente Jair Bolsonaro pode recorrer da decisão da Justiça.

Publicidade

Publicidade

Muitos internautas comentaram o vídeo postado no perfil oficial do Jornal Nacional. “Nossa, o presidente não vai nem dormir”, ironizou um apoiador de Bolsonaro. “Grande dia”, ironizou mais um, citando uma frase de Bolsonaro, e comemorando a condenação do presidente da República. “Meu Deus! Os caras atacam o presidente com todos os nomes possíveis e o presidente que tem que indenizar?”, postou mais um apoiador do chefe do Executivo.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!