in

Filho do Compadre Washington expõe falta de interesse do pai: ‘não custa nada mandar uma mensagem’

Luiz Felipe revelou que recebeu apenas uma visita do pai em Campinas, no ano de 2014.

REPRODUÇÃO/ INSTAGRAM

Em entrevista à coluna Leo Dias, do site Metrópoles, Luiz Felipe, de 20 anos, um dos 10 filhos do cantor Compadre Washington, revelou detalhes de sua relação nada amistosa com o pai. O cantor do É O Tchan, deve cerca de 130 mil reais em pensão alimentícia ao jovem.

Publicidade

Compadre Washington teve 10 filhos com seis mulheres diferentes. Muitos de seus filhos têm agora 18 anos. Luiz Felipe já é maior de idade, mas por estar cursando ensino superior ainda tem o direito de continuar recebendo dinheiro de Washington.

Luiz contou que não teve o pai ao seu lado, e que Washington o visitou apenas uma vez em Campinas, no ano de 2014. Na época, Luiz tinha 13 anos, e disse que ficou contente com a aproximação do pai, embora tivesse insistido diversas vezes para ser visitado. O jovem ainda revelou que na maioria das vezes ele é quem procurava estabelecer contato com Washington, e que há 9 meses não tem retorno de suas mensagens.

Publicidade

De acordo com Luiz, vários processos relacionados à pensão alimentícia foram movidos contra Washington. Quando o mandado de prisão estava prestes a ser cumprido, ele comparecia ao processo, exigindo um acordo. Luiz contou que não entendia a razão desse comportamento do pai, pois é cansativo para ambas as partes, sendo que Washington sempre teve condições financeiras de arcar com a pensão.

Publicidade

Questionado se gostaria de ter um bom convívio com o pai, Luiz deixou claro que sempre desejou ter o pai presente em sua vida. Embora entenda que a carreira dele exige que ele fique longe de casa por longos períodos, esperava receber apenas uma mensagem e que o pai mantivesse contato. “Entendo que a profissão dele exige que ele fique fora de casa por muito tempo, mas não custa nada mandar uma mensagem para saber como anda a minha vida ou responder aos meus contatos”, conta Luiz.

Publicidade

Luiz finalizou dizendo que sempre estará disposto a receber o pai, e que buscou os meios judiciais em relação à pensão alimentícia devido às suas necessidades pessoais, e que jamais teve o objetivo prejudicar o pai.

Publicidade