in

Giovanna Gold, a Zefa da versão original de Pantanal, gostaria de novas oportunidades na TV

No decorrrer das gravações, a atriz assume que ficou interessada em Marcos Palmeira, mas garante que nada aconteceu entre eles.

Reprodução / Agnews / Daniel Delmiro

Giovanna Gold, que interpretou a Zefa na versão original de Pantanal, exibida pela extinta Rede Manchete no decorrer dos anos 90, constantemente tem acompanhado os capítulos do remake dessa história de Benedito Ruy Barbosa, que vai ao ar pela Rede Globo e vem obtendo um enorme sucesso.

Publicidade

Ela assume que chegou a ficar enciumada pelo fato do seu nome não ter sido lembrado para integrar o elenco, mas segundo a atriz, isso “faz parte”.

Aos 57 anos, e 40 de carreira, não esconde que desejaria ter mais oportunidades em relação a trabalhos na TV, onde seus últimos trabalhos foram em Chiquititas, no SBT, quando interpretou a vilã Carmem, e na Record TV, como Sâmila, na novela bíblica Gênesis.

Publicidade

Giovanna também declara: “Hoje gostaria de ter um contrato de longo prazo. Também acho que mereço ser validada como a atriz que faz personagens queridos do público e respeitada pela profissional que sou. Essa é minha versão. Creio no tempo de Deus!”.

Publicidade

A atriz revelou que a versão original de Pantanal chegou a percorrer várias partes, no entanto, ela só chegou a receber uma única vez, quando a trama foi reprisada pelo SBT.

Publicidade

Durante as gravações, a atriz confidenciou que ficou bastante interessada em Marcos Palmeira, que vivia o Tadeu na trama, e com quem formava par romântico. Ela já conhecia o ator de vista, que chamava muita atenção pela maneira excêntrica de se vestir. Um dia, os dois se encontraram na rua, trocaram telefones, mas não aconteceu absolutamente nada, pois logo depois ele acabou se casando com outra.

Giovanna Gold faz questão de salientar que através de Pantanal, o seu destino mudou e a sua carreira deslanchou.

Publicidade