in

Chegando aos 70 anos, Kadu Moliterno enfrenta o desemprego desde 2019

O ator não se intimida em pedir emprego, alegando querer e precisar trabalhar.

Divulgação

Kadu Moliterno, que no próximo dia 20 completará setenta anos, está longe da TV desde a exibição da novela Topíssima, exibida pela Record, em 2019. Inclusive, ele não esconde permanecer aguardando novos convites de trabalho, embora ainda não tem aparecido nenhum.

Publicidade

Diante do desemprego, o veterano ator declarou : “Aproveito a chegada dos setenta para pedir um emprego. Quero que as pessoas saibam que o Kadu quer e precisa trabalhar”.

Ele chegou à conclusão que, em decorrência da pandemia, aumentaram as dificuldades no que se refere à contratação de atores com a mesma faixa etária que a sua para atuarem não só no teatro, mas também no cinema e na televisão.

Publicidade

Como o ritmo das produções estão, progressivamente, voltado ao normal, Kadu não descarta possíveis convites para atuar em plataformas como, por exemplo, a Netflix.

Publicidade

Quando lhe perguntam o motivo de estar afastado da TV e das novelas durante tanto tempo, o ator não se intimida em responder: “Porque não me chamam“. Para ele, quem não é visto não é lembrado, e aproveita para avisar aos autores, que permanece disponível no mercado.

Publicidade

Nas novelas que acompanha, chega a perceber que existem personagens com perfis semelhantes ao seu, mas são interpretados por atores que emendam um trabalho no outro, e assim, ninguém de fora consegue ser escalado.

Quando soube do remake de Pantanal, Kadu chegou a ligar para o autor e diretores na tentativa de conseguir um papel, mas essa tentativa não surtiu o efeito desejado.

Kadu Moliterno também afirma: “O ruim é ficar parado, nem é ter contrato fixo com a Globo. Parar de atuar depois de cinquenta anos de carreira e como se aposentar. Parece que a vida acaba”.

Publicidade