in

Site afirma que Gusttavo Lima vai receber R$ 1,2 milhão mesmo após show ter sido cancelado em cidade de MG

O MPMG segue investigando o caso que ganhou repercussão na última semana.

Instagram Gusttavo Lima

Segundo o portal da Rádio Itatiaia, uma das maiores emissoras do estado de Minas Gerais, a prefeitura da cidade de Conceição do Mato Dentro terá que fazer o pagamento integral do show do cantor Gusttavo Lima, mesmo com a apresentação já cancelada. A cidade tem pouco mais de 17 mil habitantes.

Publicidade

Ontem (28), a prefeitura comunicou que cancelou o show previsto para acontecer no próximo dia 20 devido à repercussão negativa sobre o valor elevado do cachê pago ao artista.

Segundo o site, uma das cláusulas do documento firmado com a equipe do cantor, disponível no Portal da Transparência da prefeitura da cidade, consta que, caso haja suspensão ou rescisão do contrato, o artista tem direito a 50% do valor da nota fiscal, que corresponde ao total de R$ 1,2 milhão.

Publicidade

Gusttavo Lima assinou o contrato no dia 11 de abril, e recebeu a metade do valor do pagamento. O restante seria pago em até cinco dias antes do show, mas, caso houvesse o cancelamento injustificado, a multa também seria de 50% do valor total, ou seja, a prefeitura do município mineiro deverá pagar R$ 1,2 milhão para Gusttavo mesmo não usufruindo do show do marido de Andressa Suíta. 

Publicidade

Entenda a polêmica

Publicidade

Tudo começou quando o show que Lima iria fazer na cidade de Minas Gerais se tornou alvo de investigação do MPMG. Ao analisar o contrato que estava disponível no site da prefeitura, algumas obrigações chamaram a atenção do órgão, como, por exemplo, uma cláusula que diz que a administração municipal ficaria responsável por disponibilizar e pagar a “hospedagem no melhor hotel da região para 40 (quarenta) pessoas”, da equipe do músico.

Além de ser feito o pagamento das diárias de alimentação de todos os envolvidos, exigindo ainda que o valor fosse pago em espécie.

Publicidade