in

Fátima Bernardes expõe como é tratada na Globo e diz tudo que estava engasgado: ‘Não sou servidora pública’

Apresentadora fez desabafo após receber duras críticas por suas ausências no Encontro.

Reprodução/TV Globo

Em contato direto com o público todas as manhãs da Globo, Fátima Bernardes rebateu críticas por algumas ausências no programa Encontro e abriu o jogo sobre sua relação com a emissora. Prestes a deixar o matutino, a apresentadora falou abertamente sobre as vezes em que precisou se ausentar da atração e expôs como é tratada pela casa.

Publicidade

Chamando de injustas as críticas recebidas, Fátima Bernardes explicou que por algumas vezes precisou faltar ao Encontro para cuidar da saúde e citou a fase em que descobriu o câncer e entrou em processo de tratamento, assim como cirurgia que precisou fazer no ombro.

“Voltei a trabalhar sem conseguir botar a mão na cabeça. Isso ninguém vê”, desabafou Fátima Bernardes, incomodada com o que é dito a seu respeito por algumas pessoas. A apresentadora contou que a Globo nunca considerou seu afastamento por doença como férias e afirmou que seu período de descanso foi cumprido conforme contrato com a emissora.

Publicidade

“Não sou servidora pública”, disparou Fátima Bernardes ao expor a relação com a Globo. A apresentadora afirmou ser funcionária de uma empresa particular  e que sempre foi tratada como tal em relação aos seus direitos trabalhistas. “Reconhece o meu trabalho e a minha necessidade de repouso também”, pontuou a famosa ao falar do vínculo com o canal.

Publicidade

Por fim, Fátima Bernardes citou todo esforço e dedicação que sempre colocou no Encontro e afirmou que sempre se preparou para um programa que demanda um cuidado imenso. “Eu sei o quanto eu dedico da minha vida para o trabalho”, desabafou a apresentadora ao dizer tudo que estava engasgado.

Publicidade
Publicidade