in

Namorada de Rafael e filha de Cupertino, Isabela lidou com acusações nas redes sociais: ‘Provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado’

Isabela sofreu ataques na internet por conta do assassinato de seu namorado, o ator Rafael Miguel.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM - DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Finalmente a justiça poderá ser feita no caso do assassinato do jovem ator Rafael Miguel, e também de seus pais, em um crime que chocou o país há quase três anos. Foi preso na tarde da última segunda-feira, o até então foragido, Paulo Cupertino, principal suspeito de ter efetuado os disparos que tirou a vida dos três familiares. 

Publicidade

Cupertino não aceitava o namoro de sua filha, Isabela Tibcherani, com o ator da novela Chiquititas. Em junho de 2019, Rafael Miguel foi até a porta da casa de Isabela para conversar e levou seu pai e sua mãe. O pai de Isabela colocou a filha para dentro e matou a sangue-frio o ator e seus pais. Cupertino fugiu após o crime e só agora foi encontrado.

Nesses três anos, Isabela Tibcherani viveu uma vida discreta e procurou ao máximo viver longe dos holofotes. Nas redes sociais, a jovem, que hoje está com 21 anos, é bem reservada e procura não expor sua vida pessoal. Vez ou outra posta selfie e fotos de paisagens, mas já recebeu alguns ataques por isso.

Publicidade

Em uma entrevista no ano passado, a namorada de Rafael afirmou que teve que conviver com alguns haters que a acusaram de participar da morte do seu namorado. “Tenho de ler coisas do tipo, ‘enquanto você está vivendo, o Rafael e os pais dele estão mortos, por culpa sua’“, afirmou ela ao UOL, dando detalhes do tipo de mensagens que recebeu na web: “Você provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado“, dizia uma delas.

Publicidade

Ao saber da prisão do pai, Isabela Tibcherani falou com o jornalista Datena e confirmou que nunca teve uma boa relação com ele. Ela faz tratamento psicológico e ainda está processando todas as novas informações em sua cabeça.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com