in

Caso Rafael Miguel – delegada diz que Cupertino aparentava estar ‘feliz’ quando foi preso: ‘Estava empolgado’

Paulo Cupertino está sendo acusado de assassinar o ator Rafael e sua família; ele estava foragido há 3 anos.

Foto: Reprodução/TV Globo | Divulgação Polícia Civil

Nesta última segunda-feira (16), o empresário Paulo Cupertino foi encontrado pela polícia, após 3 anos foragido. Ele está sendo acusado de assassinar o ator Rafael Miguel e sua família e responderá pelo crime de homicídio duplamente qualificado.

Publicidade

De acordo com informações, Cupertino não aceitava o namoro de sua filha, Isabela Tibcherani, com o ator. Após o assassinato, Paulo fugiu com a ajuda de dois amigos, que também são réus no caso.

O empresário foi encontrado em um hotel, localizado na Zona Sul de São Paulo. Cupertino estava na lista vermelha da Interpol, considerado o assassino mais perigoso do estado de São Paulo. A polícia acreditava que o empresário havia fugido do país.

Publicidade

Segundo o delegado Wendel Luiz Pinto, Cupertino não resistiu à prisão. Ele foi encontrado através de uma denúncia anônima. Cupertino colecionou diversas identidades e disfarces ao longo desses 3 anos. Quando foi achado pela polícia, ele estava usando cavanhaque comprido e o cabelo estava pintado.

Publicidade

A delegada Ivalda Aleixo afirmou em uma entrevista para o jornal O Globo que Cupertino aparentava estar “feliz” ao ser levado pelos policiais para a delegacia.Ele estava empolgado. Primeiro que parece que ele estava feliz naquele monte de gente lá”, relatou a delegada.

Publicidade

Durante o programa Encontro desta terça-feira (17), o jornalista Walace Lara informou que os policiais notaram que o empresário ficou muito abalado após passar a noite na delegacia. “Saiu bem abalado e já não estava com o mesmo ‘ânimo’ do momento da prisão”, revelou o repórter.

Publicidade