in

Pantanal: Tibério abre o seu coração para Muda, e ela confessa segredo importante ao peão

Forasteira não tinha aberto o jogo sobre seu passado com ninguém até agora.

TV Globo

Pela primeira vez depois de muito tempo, Muda começará a se abrir com Tibério. O capataz responsável por administrar a fazenda de José Leôncio vai abrir seu coração e falar sobre seus sentimentos com a paranaense. “Eu lhe amo como nunca amei mulher nenhuma em toda essa vida. (…) A Nenhuma mulher tinha me tirado o sono antes, Muda”, dirá o peão.

Publicidade

A forasteira vai dizer que no seu coração nunca teve espaço para o amor. Tibério questiona se ela acredita que um dia possa ter. Em seguida, a moça começará a ceder às palavras do peão e, os telespectadores verão que Muda se emociona.

Ao perceber que a amada está chorando, Tibério questiona o que ela tem. “Meu nome não é Muda!. “Rute, Tibério… É esse o meu nome”. A personagem de Bella Campos vai desabafar dizendo que quer esquecer quem ela era, de onde veio e o que a motivou a ir para o bioma.

Publicidade

Na infância, Muda viu seu pai ser morto pelas mãos de Gil, o pai de Juma foi até o Paraná para vingar a morte do seu filho. A partir disso, ela cresceu alimentando o sentimento de vingança, disposta a fazer com que a família Marruá pagasse por todo sofrimento que lhe causou.

Publicidade

Resumo quarta, 18 de maio

Ao conversar com Madeleine, Irma diz para a loira que ficou com José Leôncio na juventude. Madeleine humilha Irma. Tadeu defende Guta ao ver Tenório humilhando a herdeira. O filho de Filó diz que está apaixonado pela engenheira e os dois ficam juntos.

Publicidade

Guta fala com Tadeu que não está preparada para ficar com ele. Tenório começa levantar a desconfiança de José Leôncio. Irma chega no pantanal e deixa Zé Leôncio e Filó surpresos. Maria Bruaca descobre que o marido tem outra família em São Paulo. Irma tentar seduzir o pai de Jove. Tenório flagra Maria Bruaca chorando e a questiona.

Publicidade