in

Copa Libertadores volta para a TV Globo, e Bolsonaro é lembrado: ‘chora’

Emissora conseguiu de volta os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América.

Reprodução Sala da TV / Terra

A Globo readquiriu os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América. A emissora detinha os direitos até 2020, quando abriu mão ao se recusar a pagar o valor anual de 65 milhões de dólares. A justificativa da Globo era de que o dólar estava muito alto, com valor superior ao do momento do fechamento do contrato.

Publicidade

A Conmebol agiu rápido na época e negociou os direitos com o SBT para o triênio 2019-2022. À época, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) comemoram a saída da Libertadores para a Globo. O deputado Eduardo Bolsonaro se manifestou nas redes sociais, ironizando a emissora da família Marinho.

No começo do ano, a Conmebol começou a licitação para a transmissão da Libertadores entre 2023 e 2026. A Globo entrou com tudo na disputa e conseguiu comprar novamente os direitos. O SBT, que foi elogiado pela Conmebol, transmitirá a Copa Sul-Americana.

Publicidade

Nas redes sociais, críticos do presidente Bolsonaro comemoraram a volta da Libertadores para a Globo. “A Libertadores voltou para a Globo. Bolsonaro deve estar chorando no banheiro”, escreveu um internauta.

Publicidade

Libertadores volta para a Globo, e Bolsonaro é lembrado na web

Alguns dos internautas, que usaram o Twitter, brincaram que Bolsonaro estava chorando com a volta da Libertadores da América para a Globo. A emissora ficou sem os direitos por quase dois anos, após devolvê-los em 2020, após o início da pandemia, que paralisou o esporte em todo mundo. A partir do ano que vem, a competição voltará à emissora mais assistida do Brasil.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!