in

Wolf Maya confessou paixão por Ana Paula Arósio durante as gravações de Hilda Furacão

O diretor não escondeu que ficou louco pela atriz, mas conseguiu segurar a onda para não comprometer o trabalho.

Divulgação/Marco Antônio Cavalcanti

O diretor Wolf Maia participou do podcast Papagaio Falante comando por Sérgio Mallandro e o ator Renato Rabello e não se intimidou em revelar que durante as gravações de Hilda Furacão, minissérie exibida pela Rede Globo em 1998, teve uma paixão avassaladora por Ana Paula Arósio, que foi a protagonista da história e fazia a sua estreia na emissora.

Publicidade

Durante a entrevista, Wolf deu várias declarações sobre esse assunto e numa delas afirmou: “Fiquei louco pela Ana Paula Arósio quando a convidei para fazer ‘Hilda Furacão’. Ela é linda e interessante. Me apaixonei mesmo, mas segurei a onda. Ela vinha de um relacionamento complicado e estava se envolvendo com o Tarcisinho. Vi que tinha uma história ali e não podia me meter.”

O diretor também garante que teve que se contentar com o casamento apenas profissional e, segundo ele, Hilda Furacão se tornou o personagem de maior repercussão na carreira da atriz que, atualmente se mantém reclusa e vivendo no exterior.

Publicidade

Wolf Maya também assumiu a sua fama de namorador e afirma que sempre evitou se envolver com mulheres famosas e embora mantivesse relacionamentos com mulheres interessantes, conseguiu separar o trabalho das suas ligações amorosas

Publicidade

Aos 68 anos, o diretor foi casado com a atriz e diretora Cininha de Paula. Os dois são pais da também atriz Maria Maya. Da sua união com a atriz Vânia Brito nasceu a promoter Manu Maya.

Publicidade

Wolf foi dispensado da Rede Globo em 2016 após permanecer durante trinta e cinco anos na emissora, onde realizou trabalhos de enorme sucesso.

Publicidade