in

Bolsonaro cita Jessi ao falar de Fies e ex-BBB retruca; ‘criado no governo Lula’

Em uma postagem, Jessilane Alves comemorou após ter conseguido quitar os valores pendentes com o Fies.

REPRODUÇÃO / MSN / TV Globo

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou a repercussão de uma publicação da ex-BBB Jessilane Alves, para promover o seu governo. Na postagem, Jessi celebrou a quitação de dívidas que tinha com o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), programa que usou para se formar como professora.

Publicidade

Em seu perfil no Twitter, o presidente citou Jessi para lembrar os mais de 1 milhão de alunos que estão inadimplentes com Fies nos contratos firmados até 2017, que podem aproveitar a oportunidade para quitar os valores com até 92% de desconto.

O acordo para receber o desconto das dívidas é válido após o lançamento da MP1090, lançada no final de 2021. Ainda segundo Bolsonaro, a soma do valor perdoado das dívidas dos estudantes pode chegar a R$ 38 bilhões.

Publicidade

Após o comentário de Bolsonaro, Jessilane respondeu relembrando que o fundo para os estudantes não foi criado por Bolsonaro, e sim pelo ex-presidente Lula, e destacou a felicidade de concluir o ensino superior em ciências biológicas por meio de projetos sociais.

Publicidade

Publicidade

Financiamento do Fies 

O Fies oferece auxílio financeiro aos estudantes a preços melhores do que os oferecidos no mercado. Por meio de empréstimos, os alunos pagam as mensalidades da faculdade.

O projeto existe desde 1999, em 2010 teve uma grande reformulação e passou a ser mais atrativo para os estudantes, a oferta de financiamento foi um grande sucesso na época. Em 2014, o projeto atingiu o pico com 732 mil novos contratos.

Para ter acesso, os alunos devem ter participado desde 2010 em qualquer edição do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ter tido nota média de pelo menos 450 nas cinco áreas de conhecimento e ter nota de redação maior que zero.

A instituição estudantil escolhida pelo aluno para cursar a graduação, também deve ter avaliação positiva no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior).

Publicidade