in

Caso Marília Mendonça: Justiça acaba de tomar importante decisão sobre investigação de acidente

Cantora foi a óbito após a aeronave em que estava cair na cidade de Piedade de Caratinga.

JC Ne

No dia 5 de novembro do ano passado, a cantora Marília Mendonça perdeu a vida em um gravíssimo acidente. A sertaneja, que era conhecida como Rainha da Sofrência, estava sendo transportada de avião para Minas Gerais, onde realizaria show.

Publicidade

Ao chegar em Piedade de Caratinga, o avião despencou e o acidente matou todas as pessoas que estavam a bordo, incluindo Marília, seu assessor, um produtor musical e os dois profissionais que comandavam a aeronave.

Nesta semana, um novo capítulo da investigação do acidente foi divulgado. Acontece que o Superior Tribunal de Justiça (STJ), informou que dará novo rumo ao processo investigativo que visa desvendar novos detalhes do episódio trágico.

Publicidade

O ministro Antônio Saldanha Palheiro determinou nesta semana que quem passará a analisar as responsabilidades do acidente é a Justiça estadual de Minas Gerais. Para o magistrado, que é relator do processo, com base nos dados colhidos no período pós acidente, não existem “elementos capazes de justificar a competência da Justiça Federal, a exemplo de crime cometido a bordo da aeronave ou de ofensa a bens, serviços ou interesses da União”.

Publicidade

Até o momento, ninguém foi responsabilizado pela morte de Marília e dos companheiros de voo. A cantora faleceu aos 26 anos deixando para trás o pequeno Leo, que é fruto de seu relacionamento com o também cantor Murilo Huff, que ficou encarregado dos cuidados com a criança.

Publicidade

Leo também é cuidado por Ruth Moreira, mãe de Marília, que presta suporte a Murilo na criação do neto.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.