in

Pantanal: Globo muda de ideia e final de Madeleine será trágico; cena já teria sido gravada

Havia a chance da personagem sobreviver até o final da novela, mas isso não deve ocorrer.

REPRODUÇÃO TV GLOBO

Foi divulgado recentemente que a TV Globo daria um final diferente para Madeleine Novaes (Karine Teles) na atual versão da novela Pantanal. A emissora, no entanto, teria mudado de ideia e manterá o mesmo final trágico da mãe de Jove. A personagem se despede da novela das nove, morrendo em um desastre aéreo, já na reta final do folhetim exibido originalmente em 1990, na extinta Manchete.

Publicidade

Quem deu a informação em primeira mão foi a colunista Patrícia Kogut, em sua coluna do jornal O Globo. Segundo a jornalista, a cena, que deve ir ao ar por volta do capítulo 80, já foi gravada.

A dúvida existiu, porque o roteiro original, escrito por Benedito Ruy Barbosa, não previa a morte de Madeleine. O problema é que, mesmo com o sucesso da trama, a atriz Ítala Nandi, que interpretava Madeleine, pediu para sair, pois tinha outros compromissos fora do país. A solução encontrada foi matar a personagem.

Publicidade

Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa, assina a nova versão da novela e havia a expectativa de que ele usasse o texto original, em que Madeleine sofreria sim o acidente aéreo, mas seria salva pelo Velho do Rio. Patrícia Kogut, no entanto, diz que a Globo descartou essa versão e decidiu manter a morte da personagem, assim como aconteceu na Manchete.

Publicidade

Outro personagem que perde a vida em Pantanal é o peão Levi (Leandro Lima). O personagem irá crescer bastante ao longo da trama e se envolve com Maria Bruaca (Isabel Teixeira), tendo um fetiche por seus pés. Levi também terá um caso com Muda, com quem terá um desentendimento. O peão será devorado por piranhas, após ameaçar Muda e ter uma briga com Tibério (Guito).

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com