in

Pantanal: José Leôncio encontra o pai desaparecido, mas perde a vida em seguida

Cena exibida na primeira versão da novela promete emocionar o público, caso autor siga a mesma história.

Reprodução TV Globo

No ar no horário nobre da TV Globo, Pantanal segue dando ótimos índices de audiência e cativando o público a cada novo capítulo. Exibida pela primeira vez na década de 90, a novela escrita por Benedito Ruy Barbosa agora segue sendo adaptada por Bruno Luperi. Caso o novo autor siga à risca a história original, o público poderá aguardar fortes emoções para o desfecho dos personagens da trama.

Publicidade

José Leôncio, um dos protagonistas do folhetim, deverá morrer até o final da novela, conforme obra original exibiu ao público no passado. Em cena comovente, o fazendeiro acorda pela manhã, mas acaba sentindo fortes dores no peito, vindo a óbito após sofrer um infarto. Antes de dar o último suspiro, o peão terá reencontro comovente com o pai desaparecido.

Desde que sumiu, Joventino nunca foi esquecido por José Leôncio, que o procurou incansavelmente. Intrigado por toda a vida sobre o que teria acontecido com o pai, o fazendeiro terá resposta no leito de morte e desvendará o mistério.

Publicidade

Nos últimos momentos de vida, José Leôncio descobrirá que o Velho do Rio é o pai que procurou por anos. Ao reencontrar com a entidade, que agora protege o Pantanal, o fazendeiro receberá o legado de Joventino e carregará a missão de proteger a família após morrer.

Publicidade

Com mistério esclarecido e último contato com o pai após anos de separação, José Leôncio morrerá logo em seguida, conforme primeira versão da novela. Caso não haja alterações da Globo e do autor atual, o final de José Leôncio, interpretado por Marcos Palmeiras, será o mesmo escrito por Benedito Ruy Barbosa. Vale ressaltar que Bruno Luperi já informou que pretende seguir à risca trama original.

Publicidade
Publicidade