in

Natália não esconde que ficou com medo do BBB22, pois não teria ‘suas válvulas de escape’

Ela garante que pretende manter amizade com alguns colegas da casa, mas o romance com Eliezer não terá continuidade.

O Fuxico

Natália Deodato, a décima terceira eliminada do BBB22, não esconde que já entrou com medo no confinamento. Durante o decorrer da competição,  teve a oportunidade de mostrar vários aspectos da sua personalidade como frágil, impotente, vulnerável e às vezes também forte, intensa e independente.

Publicidade

No período em que permaneceu na casa mais vigiada do Brasil, disputando o prêmio de um milhão e meio de reais, ela surpreendeu os telespectadores por beber, às vezes em excesso, e o seu conturbado envolvimento com Eliezer.

Segundo ela, essa ligação a fragilizou muito e se soubesse que isso iria acontecer, teria reduzido e limitado mais o relacionamento com o colega de competição.

Publicidade

Além disso, Natália também perdeu o controle emocional e protagonizou vários momentos de conflito e desavenças com alguns participantes.

Publicidade

Aos 22 anos, ela é mineira de Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e afirma que desde muito cedo chegou à conclusão que se quisesse alcançar seus objetivos, teria que trabalhar muito e não desperdiçar as oportunidades que surgissem como a sua entrada no BBB 22.

Publicidade

Consciente de que essa experiência não seria fácil, pois se define como uma mulher de personalidade forte, característica que poderia causar algumas adversidades, ela afirma que ficou bastante satisfeita com a sua permanência no confinamento, pois superou dificuldades e conseguiu romper barreiras.

Desde que deixou a casa e se tornou celebridade, Natália já pretende se mudar para o Rio de Janeiro e cumprir compromissos profissionais. A mineira não esconde que ficou bastante lisonjeada com o convite recebido para ser um dos destaques da Beija Flor de Nilópolis no último Carnaval.

Ela também garante que não pretende dar continuidade ao romance com Eliezer, mas pretende manter a amizade com Jessilane e Linn da Quebrada., que foram suas companheiras inseparáveis no decorrer da competição.

Sobre o medo de entrar para o BBB 22, Natália revelou que aqui fora sempre possuiu várias válvulas de escape como a dança, a terapia, seu trabalho e sua família e no confinamento não teria nada disso, o que fez com que a sua intensidade aumentasse ainda mais.

Publicidade