in

BBB22: Arthur chora após perder prova, diz que se lembra de ter apertado o botão, mas vídeo prova o contrário

O ator foi o terceiro eliminado da prova de resistência e está no último paredão do reality.

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

A última prova dessa vigésima segunda edição do Big Brother Brasil chegou ao fim após mais de 19 horas de resistência. Após a eliminação do surfista Pedro Scooby, os brothers se dirigiram para fora da casa onde o atleta olímpico acabou faturando a última liderança do reality mais assistido do país.

Publicidade

O primeiro a ser eliminado da prova foi o ator Douglas Silva, que acabou deixando cair um par de luvas de boxe do porta-malas do carro da Fiat depois de aguentar mais de 10 horas ininterruptas de prova. Já na tarde desta sexta-feira (22/04), foi a vez do designer Eliezer deixar a prova. O último sobrevivente do quarto Lollipop trocou de lugar uma bolsa com uma raquete e foi desclassificado pela produção do programa.

Já tinha se iniciado a noite e o público começou a imaginar que a prova só seria decidida no ao vivo, quando entraria o apresentador Tadeu Schmidt. No entanto, Arthur Aguiar acabou cometendo um erro bobo e foi o terceiro eliminado, deixando a liderança com Paulo André. 

Publicidade

Quando zerou o tempo, o ator percebeu que seu botão não tinha sido acionado. Ele, no entanto, se desesperou, afirmando para a produção do programa que tinha sim, apertado o botão. O pranto do artista não adiantou e a direção confirmou que ele estava eliminado.

Publicidade

Já fora da prova, o ator caiu no choro e garantiu para Paulo André que ele tinha apertado. “Estava com 17 segundos faltando no relógio. A minha lembrança é que apertei e fiquei lá esperando“, garantiu Arthur, que afirmou que só vai acreditar quando ver as imagens.

Publicidade

As imagens, no entanto, provam que o ator realmente chegou em seu posto, mas não apertou o botão.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com