in

Em Pantanal, Tenório ‘afoga’ filho gay; cena é divulgada e causa espanto no público

Personagem de Murilo Benício na trama está dando o que falar por declarações homofóbicas.

TV Globo

Com bons índices de audiência na tela da Globo, Pantanal está dando o que falar entre o público da novela. Dessa vez, um assunto que repercutiu nas redes sociais foi o comportamento de Tenório, personagem interpretado pelo ator Murilo Benício. Em cena com a filha Guta, o fazendeiro reagiu sobre atitude de Jove em não brigar com Alcides após ser provocado. Tenório falou com todas as letras em afogar um filho se ele fosse gay, e espantou muitos telespectadores da novela.

Publicidade

Após sugerir que Jove seria gay, por não resolver as coisas no braço, Tenório foi além e disparou que, se o filho de José Leôncio fosse de sua família, seria capaz de afogá-lo. Guta, que ouvia as barbaridades ditas pelo pai, não se calou e rebateu o fazendeiro.

“Não devia existir esse tipo de coisa. Homem tem que ser homem, mulher tem que ser mulher”, concluiu Tenório, antes de ouvir o sermão dado pela filha. Guta questionou o que o pai faria se ela fosse lésbica ou se um outro filho fosse homossexual. Ainda tomado de preconceito, Tenório afirmou que rezaria para o diabo levar os herdeiros.

Publicidade

A forte cena que foi divulgada ao público causou espanto em muitos que assistiam à novela. Pelas redes sociais, internautas apontaram gatilhos que tiveram e repercutiram o comportamento homofóbico de Tenório.

Publicidade

“Fiquei muito desconfortável assistindo a esse capítulo de Pantanal”, escreveu um internauta espantado com a cena. “Masculinidade tóxica não é ser homem de verdade”, disparou outra usuária do Twitter. Tenório deve seguir com polêmicas na trama das 21h, repetindo os preconceitos retratados na primeira versão, em 1990.

Publicidade
Publicidade