in

BBB22: Pedro Scooby descarta aliados, ‘muda de lado’ e elege seu favorito para ganhar a disputa

Para a surpresa dos internautas, o surfista não escolheu nenhum de seus aliados como seu favorito para vencer o BBB22.

(Reprodução/TV Globo)

Nesta quinta-feira (14), o surfista Pedro Scooby elegeu seu participante favorito para ganhar o prêmio de 1,5 milhão. No entanto, para a surpresa dos internautas, o atleta não escolheu nenhum de seus aliados. Scooby simplesmente ignorou Paulo André e Douglas Silva que são suas prioridades no reality show e entregou o prêmio para Jessilane, única mulher que permaneceu na competição.

Publicidade

Na ocasião, o brother disse que quer ganhar o Big Brother Brasil, mas revelou que ficaria muito feliz se a bióloga conquistar o prêmio do programa. “Ia ser muito bom a única mulher que sobreviveu ser campeã”, pontuou o ex-marido da atriz Luana Piovani, enquanto conversava com seus aliados.

Ao escutar o posicionamento do surfista, Gustavo ficou indignado e repreendeu a ideia de Scooby. Na ocasião, o bacharel em direito revelou que tem muitos anos que um homem não vence a disputa e que está na hora do cenário mudar. “Não, pô! Faz anos que um homem não ganha o BBB, está na hora de um ganhar!”, disse o affair da ex-BBB Laís Caldas, não concordando com a fala do surfista.

Publicidade

Por fora do que aconteceu nas outras edições do programa, Scooby ficou surpreso com a resposta do colega de confinamento e questionou: “Ah, faz muito tempo que um homem não ganha o BBB?”. Gustavo, por sua vez, afirmou que sim. Não satisfeito, o surfista quis saber se no início da atração os homens eram os favoritos para ganhar a disputa. No entanto, segundo o advogado, sempre foi mesclado, apenas nos últimos anos que as mulheres começaram a se destacar no reality show e ganharam mais vezes o BBB.

Publicidade

A última edição que um homem foi campeão foi em 2015, quando Cézar Lima ganhou o programa com 65% dos votos. Nos anos posteriores, o prêmio foi conquistado apenas por mulheres.

Publicidade
Publicidade