in

Sem dinheiro, atolado em dívidas e na mira da Justiça: Valdemiro Santiago está comendo o ‘pão que o diabo amassou’

Justiça manda leiloar templo gigante da igreja de Valdemiro Santiago; igreja contestou, mas leilão vai acontecer.

RD1

Nada anda fácil na vida do autointitulado apóstolo Valdemiro Santiago. Recentemente, o pastor e líder da Igreja Mundial do Poder de Deus precisou pedir dinheiro aos fiéis para enfrentar as dificuldades financeiras. Além disso, a igreja sofre uma série de cobranças judiciais.

Publicidade

Na semana passada, durante uma transmissão de um culto na TV, o pastor desafiou os fiéis a depositar R$ 100 para pagar os milhares de funcionários com os salários atrasados. “Eu quero a igreja unânime com oferta de cem reais. Mas tem que ser a igreja inteira. Se for um, ou dez, ou vinte ou mil eu não quero”, implorou Valdemiro.

Assista ao vídeo:

Justiça manda leiloar templo gigante da igreja de Valdemiro Santiago

Valdemiro Santiago agora tem outro problema pela frente. A Justiça de São Paulo decidiu leiloar o templo da Igreja Mundial do Poder de Deus localizado em Santo Amaro, zona Sul de São Paulo, avaliado em mais de R$ 33 milhões em razão de uma dívida de cerca de R$ 409,8 mil.

Publicidade

A dívida da igreja é com a empresa Guima-Conseco Construção, Serviços e Comércio, contratada pela igreja em 2017 para prestar serviços nos templos do Braz, sede da Mundial.

Publicidade

Quando começou a entrar em crise financeira, ainda em 2019, três parcelas do serviço contratado não foram pagas. Um acordo até foi feito anteriormente, porém, não cumprido.

Publicidade

A defesa de Valdemiro alega que a pandemia do coronavírus agravou a situação financeira da igreja, já que os templos ficaram fechados e sem fonte de arrecadação de ofertas.

A igreja tentou anular o leilão. Segundo a defesa, o imóvel vale muito mais do que o valor determinado pelo juiz. Segundo um laudo apresentado pela Mundial, o prédio vale cerca de R$ 260 milhões. O pedido foi negado pelo Tribunal, sob argumentação que a igreja perdeu o prazo para contestar a avaliação homologada.

O leilão do imóvel deve ocorrer em 10 de maio deste ano. Outras empresas também pedem à Justiça para que o valor obtido no leilão possa ser utilizado para pagar as dívidas da igreja.

Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.