in

Despejada, filha de um dos maiores apresentadores do Brasil depende de um amigo para ter onde morar

Após o despejo, ela passou a contar com um amigo para ter onde morar enquanto vive crise financeira.

Record TV

Durante entrevista concedida ao Domingo Espetacular, no último domingo (3), Vitória Cury, filha do Bolinha, um dos maiores apresentadores de televisão do Brasil, falecido em 1998 aos 61 anos de idade, revelou que foi despejada e, desde a última semana, está sem ter onde morar.

Publicidade

Segundo Vitória, ela não conseguia arcar com o aluguel da casa em que morava, de cerca de R$ 2 mil, desde que a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil, e, por conta disso, precisou deixar o imóvel, ficando com uma dívida de cerca de R$ 90 mil. Atualmente, ela está na capital paulista, na casa de um amigo.

De acordo com a filha de Bolinha, tudo aconteceu de repente, embora o processo já viesse correndo na Justiça e ela tivesse consciência de que uma hora ou outra isso iria acontecer. “Qual era a minha ilusão? Que eu venderia meu imóvel em Santos e pagaria os alugueis atrasados. E, pronto, sairia numa boa”, disse ela.

Publicidade

Publicidade

Vitória ainda tentou se manter vendendo sorvetes, porém, não conseguiu o suficiente para seu sustento. A situação teria se complicado após a morte de seu pai, pois, segundo ela, ele sempre foi contra que ela, a irmã e a mãe trabalhassem, fazendo com que as três ficassem sem renda após seu falecimento.

Publicidade

A filha de Bolinha diz ainda ter recebido imóveis de herança, oito, mais precisamente, porém, atualmente só há um, localizado no litoral paulista, porém, o mesmo ainda segue aguardando liberação da Justiça. Já os outros sete, Vitória esclarece que precisou vender durante momentos de dificuldade.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.