in

Pantanal: Maria Marruá tem destino selado na trama e vira onça em momento derradeiro

Em Pantanal, Maria Marruá virará o jogo na trama, ganhará destaque, mas tem destino traçado.

(Reprodução/TV Globo)

Em Pantanal, a personagem Maria Marruá, originalmente interpretada por Cássia Kis na primeira versão da trama, em 1990, é agora vivida por Juliana Paes. Ganhando destaque neste início de novela, a vida trágica da mulher não melhorará e promete agitar a história do começo até o seu terrível fim. 

Publicidade

Isso porque Maria Marruá terá um começo já conturbado, com dois filhos mortos e depois perderá o terceiro e único vivo. Ao fugir para o pantanal com Gil (Enrique Diaz), a mulher buscará recomeçar a sua vida, mas encontrará muitas dificuldades. Traumatizada com a perda do filho, ela se recusará a, novamente, se entregar ao marido. 

Mais tarde, no entanto, ela não resistirá e os dois terão uma noite quente, logo descobrindo que ela está grávida de Juma (Alanis Guillen). Ainda com a filha bebê de colo, ela verá seu grande amor ser morto. Isso a traumatizará ainda mais, tornando-a arisca, retraída e entregue à natureza do pantanal.

Publicidade

O falecimento de Maria Marruá em Pantanal

As cenas em que Maria aparece se transformando em onça nada mais são do que uma representação física da sua defesa em situações de extremo perigo. O mesmo acontecia na versão da Globo e deverá dar o desfecho da personagem, culminando na sua morte.

Publicidade

Vale lembrar, inclusive, que Maria Marruá será morta a mando de Muda (Bella Campos). Muda é filha do sujeito que Gil assassinou enquanto ainda estava no Paraná e irá ao pantanal para se vingar pela morte do pai. Ela consegue se fazer de amiga de Juma e Maria, para traí-la e assim assassiná-la friamente.

Publicidade

Juma ouvirá os tiros de longe, correrá para socorrer a mãe, mas será tarde demais para fazer qualquer coisa. Maria Marruá estará no rio, quando o atirador surgir de surpresa e, em desespero, ela virará onça na tentativa de lutar contra o inimigo, mas acabará morta em Pantanal.

Publicidade