in

Na reta final da gravidez, Bárbara Evans relembra perda de bebê e desabafa: ‘Desespero’

A modelo foi submetida a um processo de fertilização. Atualmente, Bárbara está no oitavo mês de gestação.

reprodução: área vip / revista quem - fotomontagem por manuella

No mês de setembro de 2021, a influencer Bárbara Evans comoveu o Brasil ao contar sobre a perda de um dos bebês gêmeos que estava esperando. Para engravidar, a modelo foi submetida a um procedimento de fertilização, que acabou tendo como resultado o não desenvolvimento de um dos fetos.

Publicidade

Com a não evolução de um dos embriões, à época da perda, Bárbara apareceu chorando em seu Instagram e explicou que seu próprio organismo seria capaz de absorver o feto, não sendo necessário nenhum procedimento para removê-lo de seu útero.

Além disso, a modelo revelou que tentou se tranquilizar pensando na possibilidade de o bebê chegar a se desenvolver até uma fase mais avançada e, posteriormente, falecer, o que a obrigaria a passar por um procedimento que poderia comprometer a integridade da outra criança.

Publicidade

Bárbara relembra complicação

Publicidade

Na última terça-feira (29), já na fase final da gravidez, com 8 meses de gestação, a modelo relembrou, por meio de seus stories do Instagram, a perda de um dos bebês. Na ocasião, uma seguidora questionou sobre o processo de fertilização e Bárbara revelou que, apesar de sua médica a ter aconselhado a tentar gerar apenas um embrião, a modelo revelou que foi “teimosa” e decidiu tentar dois. Além disso, Bárbara confessou que, atualmente, teria tentado com apenas um.

Publicidade

Na sequência, a influencer relembrou a angústia pela qual passou com a tentativa de manter os dois filhos vivos: “Primeiro que não me imagino passando por tudo que eu passei tentando salvar o embrião menor. É uma angústia, um desespero que não dá para explicar. E nada se pode fazer. Segundo que neste final eu estou tendo muitas dores, não me imagino com dois na barriga”.

Na reta final da gravidez, Bárbara aguarda por Ayla, que deve nascer, via cesárea, na primeira semana do mês de abril.

Publicidade