in

Filha de Belchior é condenada por tirar vida de homem a facadas

Isabela é filha do cantor Belchior e foi condenada por ter tirado vida de um homem.

Instagram / Reprodução G1

Isabela Meneghelli Belchior, de 28 anos, é filha do cantor Belchior, falecido em 2017. Ela e mais duas pessoas foram condenadas por tirar a vida do metalúrgico Leizer Buchwieser dos Santos, em um crime que aconteceu em agosto de 2019.

Publicidade

O julgamento dos envolvidos no crime começou na manhã desta última terça-feira (22), no Fórum Criminal da cidade de São Carlos, interior de São Paulo, terminando por volta de 3h desta quarta-feira (23). Após mais de 18 horas saiu a condenação dela e dos outros envolvidos no caso.

Isabela e os irmãos Estefano Rodrigues, que tem 25 anos, e Bruno Thiago Dornelas Rodrigues, com 29 anos, receberam a condenação por homicídio e por ocultação do cadáver. A outra pessoa envolvida no crime, Jaqueline Priscila Dornelas Chaves, teve absolvição de culpa.

Publicidade

Filha de Belchior é condenada por crime

Isabela recebeu a condenação de 9 anos e dez dias de detenção. Oito deles pelo homicídio e o restante pela ocultação. Os irmãos Estefano e Bruno receberam 12 anos cada um, sendo parte dele pelo primeiro crime e o restante por ter ocultado o corpo do metalúrgico.

Publicidade

Jaqueline, que é namorada de Isabela e irmã dos jovens, foi absolvida e está em liberdade. Bruno foi preso no ano passado, os demais estavam aguardando desde 2020. Todos declararam que Jaqueline não estava no local do crime, sendo assim ela não participou nem do homicídio e nem da ocultação.

Publicidade

Filha de Belchior tirou a vida de homem

O metalúrgico, que foi alvo do crime, saiu para trabalhar no dia 26 de agosto de 2019 e nunca mais foi visto com vida. O carro que ele utilizava foi encontrado queimado e o corpo foi localizado dias depois, com as mãos e os pés amarrados.

Segundo a Polícia Civil, o metalúrgico era pedófilo e marcava programas pelas redes sociais, exigindo a presença de crianças com um pagamento maior. Leizer teria marcado um programa por R$ 500, no qual Jaqueline teria levado a sobrinha de três anos.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .