in

Influenciador famoso é preso suspeito de lavagem de dinheiro e exploração de jogos de azar

O influenciador digital Klebim foi um dos quatro suspeitos presos em uma megaoperação da Polícia Civil na manhã desta segunda-feira, 21.

Reprodução/Globo

O influenciador digital Kleber Rodrigues de Moraes, mais conhecido por Klebim, foi preso em uma megaoperação realizada pela PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) na manhã desta segunda-feira, 21. Além do influenciador, que é seguido por mais de 1 milhão de pessoas apenas em seu perfil no Instagram, outras três pessoas também foram detidas suspeitas de participação em um esquema ilegal voltado à prática de jogos de azar e até lavagem de dinheiro.

Publicidade

Além de Klebim, também foram detidos Vinícius Couto Farago, de 30 anos, Pedro Henrique Barroso de Neiva, de 37, e Alex Bruno da Silva Vale, de 28. Os mandados de prisão são temporários e têm a duração de cinco dias.

Publicidade

De acordo com informações obtidas nas investigações, o grupo estava atuando desde 2021 com sorteio de veículos em rifas, além de lavagem de dinheiro por meio de algumas empresas de fachada e até “testas de ferro”. Segundo a polícia, os suspeitos teriam faturado mais de R$ 20 milhões com os crimes.

Publicidade

No total, foram cumpridos oito mandados de busca em Guará, Águas Claras e Samambaia, no Distrito Federal. Foram apreendidos nove carros de luxo, entre eles, uma Ferrari e uma Lamborghini, veículos avaliados em cerca de R$ 3 milhões cada.

Publicidade

A Justiça bloqueou R$ 10 milhões das contas bancárias de cada um dos investigados. Além dos veículos, também foram apreendidos um jet-ski e uma motocicleta.

Nomeada Huracán, em referência a um modelo de veículo de luxo, a operação aponta que o grupo criminoso era liderado por youtubers que usavam as redes sociais para rifar veículos. Por ser considerada exploração de jogos de azar, a prática é proibida pelo governo.

Publicidade