in

Por prender gases, Pocah precisou de cadeira de rodas para andar: ‘Surreal’

A cantora concedeu entrevista ao programa Encontro e falou mais sobre o susto que passou.

Hugo Gloss UOL

a funkeira e ex-BBB Pocah passou um perrengue no último dia 15 de março, por prender os gases para não soltar ao lado do marido Ronan Souza. A cantora precisou ser hospitalizada e utilizou seu espaço no programa Encontro com Fátima Bernardes, desta sexta-feira (18), para falar mais sobre o ocorrido.

Publicidade

Pocah prendeu gases

Segundo a cantora, ela havia pedido um lanche para comer com os amigos em casa. Depois de comer, ela subiu e deitou em sua cama para descansar. Pocah estava vestindo um short jeans que apertava um pouco sua barriga. Horas depois a funkeira percebeu um pequeno desconforto no abdômen, mas não deu muita atenção.

Com o aumento da dor, ela tomou uns remédios, que não fizeram efeito, foi aí que ela decidiu pedir ajuda e seu marido a levou para o hospital. “Foi surreal, nunca passei por nada parecido“, disse ela na entrevista.

Publicidade

Ainda em seu relato, Pocah afirmou que a dor era tão forte que ela precisou de cadeira de rodas para andar no hospital. Na sua concepção, seria necessário realizar uma cirurgia, tamanha a dor que a ex-BBB disse ter sentido. Mas, ao passar por todos os exames eles perceberam que eram apenas gases preso. 

Publicidade

Ela precisou de cadeira de rodas para andar

Pocah confessou que costuma prender os gases quando está na presença de seu marido, para não estragar a vibe deles, mas que isso acabou trazendo um grande prejuízo para ela, que no momento da dor acreditou que não fosse conseguir cumprir sua agenda.

Publicidade

Fátima Bernardes ainda brincou com a cantora presenteando-a com o livrinho infantil, Até às Princesas Soltam Pum.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.