in

Homem armado invade condomínio, ameaça tirar a vida de Paolla Oliveira, e Diogo Nogueira reage; polícia toma atitude

Caso envolvendo o casal famoso foi divulgado pelo Jornal O Globo; português foi indiciado.

Instagram Paolla Oliveira / Imagem Ilustrativa iStock

Nesta quinta-feira (17) um episódio dramático envolvendo Paolla Oliveira e Diogo Nogueira foi divulgado pelo jornal O Globo. Segundo o portal, um homem armado teria invadido o condomínio da atriz e a ameaçado de morte. Diogo Nogueira, que estava presente no local e chegou a ser ofendido e xingado pelo invasor precisou reagir diante da iminência de ser agredido, conforme o próprio cantor contou em depoimento à polícia.

Publicidade

Ainda de acordo com O Globo, Paolla Oliveira, por meio das redes sociais, vinha recebendo declarações amorosas do tal homem, identificado como Luís Mário, que é português e teria dito que viria ao Brasil para encontrá-la. O acusado acabou cumprindo a promessa e chegou a invadir o condomínio da atriz, com intenção de entrar na casa da namorada de Diogo Nogueira.

Segundo inquérito e depoimentos de Paolla Oliveira e Diogo Nogueira, o homem interfonou para a casa da atriz e disse a uma empregada do imóvel que queria reaver um aparelho celular que estaria com a artista. Prontamente, Paolla Oliveira perguntou à funcionária sobre as características do homem e acabou se dando conta que se tratava do português que a perseguia nas redes sociais.

Publicidade

A entrada do homem na casa foi vetada, mas ele permaneceu pelas redondezas do condomínio. Diogo Nogueira contou à polícia que momentos depois deixou a residência da namorada e estava a caminho da casa de um vizinho quando bateu de frente com o invasor.

Publicidade

Com uma arma de fogo, da qual possui porte, o homem gritou palavras ofensivas, xingou Diogo Nogueira e ameaçou Paolla Oliveira de morte, conforme depoimento do cantor. O sambista contou que o invasor o acusou de destruir sua vida, além de o chamar de imbecil. Sentindo-se ameaçado e acuado, Diogo Nogueira disferiu um soco contra Luís Mário. Seguranças do condomínio precisaram intervir e acionaram a polícia às pressas.

Publicidade

Luís Mário foi encaminhado para a 16ª DP da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e indiciado por perseguição. Ao delegado que investiga o caso, Paolla Oliveira solicitou medidas protetivas de afastamento e proibição de qualquer forma de contato com o português.

Publicidade