in

Ator de As Aventuras de Poliana denuncia agressão por homofobia em restaurante: ‘Covardemente atacado’

Ator ficou revoltado e publicou todos os fatos do episódio em suas redes sociais.

REPRODUÇÃO SBT

O ator Otávio Martins, que ficou popularmente conhecido por ter interpretado o vilão das nove As Aventuras de Poliana, fez uma grave denúncia em suas redes sociais sobre um episódio acontecido em um restaurante de São Paulo, em que um amigo seu teria sido vítima de homofobia na noite da última sexta-feira (11/03).

Publicidade

Covardemente atacado, e os garçons se negaram a ajudar ou chamar a polícia“, denunciou o ator em seu Twitter. Otávio iniciou o seu relato dizendo que não pisa nunca mais no restaurante Le Jazz, da cidade de São Paulo. “Não só pela comida ruim“, disse ele, relatando que um amigo seu foi vítima de homofobia por um cliente ‘da casa’. O rapaz teria sido covardemente atacado, com diversas testemunhas, mas o gerente e os garçons do restaurante se negaram a chamar a polícia porque o homem era um cliente fiel.

O ator disse que o homem agrediu seu amigo jogando garrafas de vidro no chão e que estilhaços chegaram a pegar nos outros clientes que estavam presentes no local. Uma das pessoas que foram atingidas partiu para cima do rapaz, e segundo Otávio, saíram na porrada. “Os clientes testemunharam a covardia do homofóbico“, disse o ator.

Publicidade

Otávio Martins ainda denunciou que o rapaz estava embriagado e mesmo assim os funcionários do restaurante entregaram as chaves do veículo do cara, que saiu cantando pneu. O ator disse que quando for informado sobre o nome do homofóbico, ele irá postar em suas redes.

Publicidade

Em 2020, Otávio se envolveu em uma outra polêmica, com um fã mirim da novela As Aventuras de Poliana. Na ocasião, o ator se incomodou com o pedido da criança para dar um recado para o restante do elenco. A mãe do garoto publicou prints da conversa e o ator pediu desculpas.

Publicidade

Restaurante Le Jazz Brasserie repudia atos de homofobia e emite comunicado oficial

“O Le Jazz Brasserie repudia qualquer tipo de violência ou discriminação e não compactua com os atos de homofobia relatados na noite de ontem (11/03), em nossa unidade de Pinheiros. Pedimos desculpas a todos os clientes envolvidos, aos que presenciaram a cena e também aos frequentadores habituais da casa. O respeito à diversidade e o combate a qualquer forma de discriminação são princípios que guiam nosso trabalho, seja na seleção da equipe ou no atendimento aos clientes. Após apurar o ocorrido, gostaríamos de esclarecer:

– Ao contrário do afirmado, o agressor não é frequentador assíduo da casa e não recebeu cobertura da nossa equipe. Antes do ocorrido, ao verificar que ele estava excessivamente alcoolizado, paramos de servir bebidas a ele e trocamos o cliente de mesa, para evitar qualquer conflito físico ou verbal. Por fim, pedimos que o agressor se retirasse do estabelecimento e, uma vez do lado de fora, ele seguiu com as agressões, sendo contido por nosso segurança;

– A polícia compareceu ao restaurante depois de ser chamada pelo cliente agredido e não impedimos, em momento algum, que ela fosse acionada ou intervimos para que se retirasse sem solucionar a ocorrência;

– Seguimos tentando, com afinco, entrar em contato com o cliente agredido, para que possamos nos retratar pessoalmente, dar todo o respaldo, inclusive jurídico, e entender a versão dele sobre o desenrolar dos fatos;

– Reafirmamos que nossa equipe tomou as medidas que estavam ao seu alcance para controlar a situação, de forma a garantir a integridade do cliente agredido e dos outros presentes na unidade; 

– Mesmo com o cliente agressor alcoolizado, o manobrista não pode se negar a entregar o carro, sob o risco de incorrer em apropriação indébita, por tratar-se de um bem entregue em depósito;

– Em 12 anos de história, nunca tivemos nenhuma outra situação semelhante. Reafirmando nosso compromisso a diversidade, um de nossos pilares, reforçamos nosso programa de combate à homofobia, com treinamentos específicos para a equipe sobre como lidar com casos como este e novas sinalizações nas lojas para os frequentadores.

Pedimos que clientes presentes ou envolvidos entrem em contato conosco através do telefone (11) 98207-6575 ou do e-mail cinthia@lejazz.com.br para que possamos  nos retratar pessoalmente e prestar todo o auxílio necessário, inclusive na esfera judicial”, assina atenciosamente a equipe do Le Jazz.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com