in

Confundido com assaltante, diretor de Pantera Negra foi algemado em banco ao tentar sacar alto valor

Ao comentar o ocorrido, cineasta afirmou que esta situação nunca deveria ter acontecido, mas ressalta já ter superado.

Divulgação/Marvel / Pipoca Moderna

O diretor do longa Pantera Negra, Ryan Coogler, passou por maus momentos enquanto fazia um saque no banco. Ao solicitar um montante de US$ 12 mil da sua conta bancária, o diretor acabou sendo acusado de estar tentando assaltar o banco e chegou até a ser algemado.

Publicidade

Com um recibo em mãos, no qual havia escrito que gostaria de sacar o alto valor de sua conta bancária, Coogler seguiu para uma agência do Bank of America. No bilhete, o diretor pedia para que a funcionária realizasse a contagem das notas em outro local, já que ele “gostaria de ser discreto”.

No entanto, desconfiada, a funcionária ligou para a polícia. De acordo com o relatório das autoridades locais, quando a atendente tentou registrar o saque no computador, o mesmo acionou um alerta. Diante disso, ela disse ao chefe que Ryan estaria tentando assaltar o banco.

Publicidade

Chegando ao local, os agentes policiais detiveram duas pessoas que estavam aguardando Coogler no estacionamento e, logo em seguida, algemaram o cineasta e o tiraram da agência bancária. O caso aconteceu em janeiro deste ano, em Atlanta, nos Estados Unidos. No entanto, só acabou sendo divulgado na última quarta-feira, 9, pelo portal de notícias americano TMZ.

Publicidade

Publicidade

No registro da ocorrência, o caso acabou sendo descrito como “um grande erro” que foi cometido pela atendente do banco. Após ter sido liberado, o cineasta ainda chegou a pedir a identificação de todos os policiais que atenderam ao chamado.

Coogler foi procurado pela revista Variety para dar a sua versão dos fatos e afirmou que a situação em questão nunca deveria ter acontecido. Mesmo assim, o diretor afirma que o banco recebeu tudo de maneira satisfatória. “Já superamos”, completou.

Publicidade