in

Médicos suspeitam que doença fatal de Paulinha Abelha pode ter sido causada por excesso de remédios e chás para emagrecer

Médicos suspeitam que morte de Paulinha Abelha tenha sido causada por excesso de chás para emagrecer.

Instagram Paulinha Abelha

Os médicos do Hospital Primavera, que fica localizado em Aracaju, no Estado de Sergipe, onde a cantora Paulinha Abelha faleceu no último dia 23 de fevereiro, estão suspeitando que a insuficiência renal que causou a morte da artista possa estar associada com o uso de remédios e chás diuréticos para emagrecer.

Publicidade

Os profissionais de saúde disseram que nunca viram nenhum caso parecido com o dela e já pediram vários exames de biópsia dos órgãos que foram afetados, além de exame de urina e de sangue, que podem apontar o que teria causado a síndrome tóxico-metabólica que levou a vocalista da banda Calcinha Preta à morte.

Durante entrevista para o Fantástico na noite de ontem (27), na Globo, Clevinho, que estava casado com Paulinha há quatro anos, confirmou que ela costumava recorrer a diuréticos. 

Publicidade

Segundo ele, a artista tomava medicamentos para perder peso quando tinha alguma gravação, mas não eram anabolizantes, e sim diuréticos.

Publicidade

Na sequência, o repórter perguntou se o uso desses medicamentos eram feitos com frequência. Clevinho disse serem de uso semanal, principalmente nos finais de semana quando ela tinha show. Além dos remédios, ele afirmou que a amada tomava chás que prometiam emagrecer.

Publicidade

O hepatologista Raymundo Paraná contou como acontece esse tipo de intoxicação na pessoa. Segundo ele, o corpo recebe um agente externo, que quando entrar no organismo, começa a causar disfunção nos órgãos.

Carla, irmã da cantora, disse que quando Paulinha começou a passar mal, os familiares desconfiaram que ela pudesse estar grávida, visto que a bela sempre foi muito saudável. O viúvo da vocalista afirmou que o maior sonho deles era ter um filho juntos.

Publicidade