in

Família de Paulinha Abelha já tem resultados de exames que podem indicar causa do falecimento

Cantora de 43 anos morreu na quarta-feira (23), depois de ficar 12 dias internada.

Reprodução Globo

A morte da cantora Paulinha Abelha, aos 43 anos, continua repercutindo em todo o Brasil. A vocalista da banda Calcinha Preta ficou internada 12 dias em dois hospitais de Aracaju, capital de Sergipe, antes de ter o falecimento confirmado para tristeza de familiares, amigos e fãs.

Publicidade

Paulinha Abelha retornou de turnê em São Paulo, no dia 11, e foi direto para o Hospital Unimed. Ela não estava bem. Na capital paulista, havia apresentado crises de tontura, enjoo e vômito. Durante entrevista ao podcast Podpah, ela se ausentou três vezes para ir ao banheiro.

Ao Fantástico, o marido dela, Clevinho Santos, contou que a esposa teve dores nas costas e que não fez xixi no dia 11. Paulinha foi internada com problemas renais. No dia 12, precisou ser encaminhada para a unidade de terapia intensiva. O quadro de saúde regrediu bastante.

Publicidade

A transferência para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, foi cogitada, mas a artista foi mantida em Aracaju, no Hospital Primavera, o de maior estrutura do estado de Sergipe. No dia 23, Paulinha não resistiu e morreu após problemas renais, hepáticos e neurológicos.

Publicidade

Após a morte de Paulinha, o marido aguarda para saber realmente o que aconteceu com a cantora de apenas 43 anos. Na manhã deste domingo (27), os resultados da biópsia dos órgãos lesionadas e dos exames de sangue e de urina foram divulgados. Estes exames vão ajudar explicar o que causou a síndrome tóxico-metabólica que levou Paulinha à morte. A família não quis divulgar para a imprensa os resultados.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!