in

Vídeo: jornalista vê imagens ao vivo do apartamento de sua família bombardeado e se emociona

Horas antes de uma entrevista a jornalista ficou sabendo do bombardeio no edifício da familia.

REPRODUÇÃO/ BBC

Olga Malchevska, jornalista ucraniana da rede BCC, ficou sabendo na manhã deste sábado que o edifício onde ficava o apartamento de sua família, em Kiev, foi atacado em meio à guerra entre Rússia e Ucrânia. 

Publicidade

Um dia antes, a jornalista havia concordado em ir ao estúdio de TV na manhã seguinte, mas não imaginava que, horas antes, ficaria sabendo que sua antiga residência teria sido bombardeada.

A profissional deu uma entrevista ao vivo a rede BBC News, onde trabalha. Durante a conversa, Olga Malchevska recebeu uma mensagem com notícias de sua mãe, de quem ela não tinha informações até então.

Publicidade

“Eu não achava que o que eu estava vendo era onde eu morava”, disse Malchewska visivelmente emocionada, incapaz de continuar a entrevista. Segundo fontes oficiais, não houve mortes no bombardeio do prédio, mas 150 pessoas foram retiradas de seus apartamentos e algumas tiveram que ser hospitalizadas para atendimento médico.

Publicidade

Neste sábado (26/2), tropas russas continuaram a atacar várias cidades da Ucrânia pelo terceiro dia consecutivo.

Publicidade

Invasão a Ucrânia

As primeiras explosões foram registradas durante a madrugada desta quinta-feira (24/02), no horário local. Tropas russas invadiram o território ucraniano. Vários vídeos já mostram o avanço das tropas de Moscou em Kiev. Neste sábado, o presidente Volodymyr Zelensky prometeu ficar na capital para encorajar a resistência ao ataque.

O conflito aconteceu porque o Kremlin não queria que a Ucrânia se reconciliasse com sua aliança militar ocidental, no qual a OTAN representa. Para o presidente Vladimir Putin, isso permitiria que os EUA construíssem armas, incluindo mísseis, em países que fazem fronteira com a Rússia, o que colocaria Moscou em risco.

Publicidade