in

Homem comove repórter da Globo e conta como perdeu mulher e filhos em Petrópolis: ‘Escapuliu da minha mão’

A reportagem foi ao ar nessa quinta-feira (17/02) no Encontro com Fátima Bernardes.

REPRODUÇÃO TV GLOBO

O luto dos moradores da cidade de Petrópolis, que perderam seus entes queridos no temporal da noite da última terça-feira (15/02), segue comovendo todo o Brasil. A tragédia acontecida na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, teve ares de filme de terror e dificilmente será esquecida por quem acompanhou de perto as cenas de desmoronamento, lama e sofrimento.

Publicidade

A perda dos moradores novamente foi tema do programa “Encontro com Fátima Bernardes” e uma entrevista em especial emocionou o repórter André Curvello, que colheu o depoimento de um pai que não conseguiu salvar a sua família, perdendo a esposa Eliane, além de um filho de 21 anos e uma filha de 7.

O desabafo do pai foi gravado durante a tarde de quarta-feira, mas foi exibido pela primeira vez na manhã desta quinta, comovendo não só André Curvello, como também a apresentadora Fátima Bernardes e toda a equipe do programa.

Publicidade

O repórter alertou que se tratava de uma entrevista muito triste, mas pediu que o público se colocasse no lugar daquele pai, que fez tudo para salvar a sua família, mas não conseguiu.

Publicidade

O homem deixou a filha junto com a mãe e subiu para pegar seu filho Lucas, de 21 anos. “Vamos descer que está descendo muita água“, disse o pai. Na hora que estavam descendo, o homem olhou pra cima e viu a água vindo como se fosse uma avalanche de neve. O pai correu para o lado contrário segurando na mão do filho, mas o jovem caiu no meio do percurso: “Escorregou os dois pés e escapuliu da minha mão“.

Publicidade

Ao chegar na parte de baixo, o pai também não encontrou mais sua esposa e sua filha mais nova. O homem comoveu ainda mais o repórter ao relembrar que sua filhinha disse antes da tragédia que passaria o dia todo com ele.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com