in

Em dia de luto na Globo, Bonner e Renata encerram JN em clima de pesar

Jornal Nacional prestou homenagens a Arnaldo Jabor, que morreu aos 81 anos.

Reprodução: Globo

William Bonner e Renata Vasconcellos apresentaram a edição do Jornal Nacional desta terça-feira (15) em dia de luto para a TV Globo. Os jornalistas levaram ao ar informações importantes sobre o Brasil e o mundo e falaram sobre o falecimento de Arnaldo Jabor.

Publicidade

O cineasta e comentarista de telejornais da TV Globo faleceu aos 81 anos, em decorrência de um acidente vascular cerebral sofrido dois meses antes. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, mas não resistiu.

O Jornal Nacional prestou homenagem a Arnaldo Jabor. Diversos artistas deram seus depoimentos, entre eles Fernanda Montenegro. No final do telejornal, o telão atrás de Bonner e Renata exibida cartazes de alguns filmes de Jabor, como Toda Nudez Será Castigada (1973).

Publicidade

Bonner economizou nas palavras e encerrou o telejornal apenas com um “até amanhã”. Renata não falou nada. A câmera do Jornal Nacional então mostrou o telão atrás da redação. A trilha sonora do Jornal Nacional não foi executada em respeito à memória de Jabor. A redação estava de luto. A Globo viveu um dia triste.

Publicidade

Arnaldo Jabor morreu aos 81 anos

Arnaldo Jabor era conhecido pelos comentários ácidos e bem-humorados em telejornais da Globo, emissora onde trabalhava desde os anos 1990. Jabor atuou como cineasta, diretor de cinema e TV, roteirista, dramaturgo, produtor cinematográfico, escritor, crítico e jornalista. No dia de sua morte, recebeu homenagem de diversos artistas no principal telejornal da TV brasileira, o Jornal Nacional.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!