in

Após tragédia no set de Rust, marido de Halyna move ação contra Alec Baldwin: ‘nunca deveria ter acontecido’

As investigações do caso da cineasta tomaram um novo rumo; a família da produtora deu entrada em uma ação contra o ator.

Divulgação / Revista Veja | Divulgação / UOL

Nesta terça-feira (15/02), as investigações do caso da morte trágica da cineasta Halyna Hutchins tomaram um novo rumo. A vítima acabou falecendo após ser acertada por um tiro acidental no set de filmagem do longa Rust, em outubro de 2021.

Publicidade

Recentemente, os familiares da diretora de fotografia entraram na justiça e deram entrada em uma ação contra o ator Alec Baldwin, que disparou o tiro contra a cineasta. A família também entrou com um processo contra outras pessoas que estavam presentes no set de filmagens e que tiveram um envolvimento no caso.

O advogado responsável pelo caso e pelo espólio de Halyna, fez uma entrevista coletiva em nome do marido da cineasta, Matthew Hutchins, e do filho do casal que tem apenas 9 anos para comentar sobre o processo contra o ator.

Publicidade

Na ocasião, a defesa da família da produtora disse que a morte de Halyna poderia ter sido evitada e que o set estava repleto de falhas de segurança. “Ele perdeu sua esposa de longa data, que era o amor de sua vida, e seu filho perdeu a mãe. Isso nunca deveria ter acontecido”, disse o advogado.

Publicidade

De acordo com informações do site Variety, o processo foi iniciado no estado Novo México, localizado no sudoeste dos Estados Unidos. Nos autos da ação, foi incluído mensagens e e-mails enviados pelo assistente de câmera, Lane Luper, que disse que houve outros disparos acidentais no set de gravações de Rust.

Publicidade

Nas mensagens, o assistente revelou que optou por deixar a produção porque não havia uma proteção para a equipe que estava trabalhando nas filmagens, e que por conta disso decidiu abandonar o trabalho.

O ator está sendo acusado por infringir inúmeras regras para utilizar com segurança uma arma de fogo. “Ninguém deveria morrer com uma arma de verdade em um set de filmagem de faz de conta”, disse a advogada Randi McGinn, que também está cuidando do espólio da cineasta.

Publicidade