in

Antes de falecer, Arnaldo Jabor havia recuperado a consciência após sofrer um AVC

O jornalista faleceu na madrugada desta terça-feira (15/02), devido a complicações do AVC.

Foto: Reprodução/ UOL/ Portal Poder 360

Na manhã desta terça-feira (15/02), foi confirmado o falecimento do jornalista Arnaldo Jabor, de 81 anos. O cineasta e escritor estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, havia dois meses. Segundo a família do jornalista, ele faleceu por volta da meia-noite devido a complicações do AVC.

Publicidade

Em 16 de dezembro de 2021, o analista político sofreu um acidente vascular cerebral isquêmico e desde então estava internado. Quando chegou ao hospital, Jabor passou por um procedimento para desobstruir um coágulo no cérebro. Segundo informações, o jornalista apresentou uma significativa melhora e chegou a recuperar a consciência alguns dias depois da cirurgia.

Após a realização do procedimento, o hospital emitiu uma nota falando sobre o quadro de saúde do cineasta. No boletim médico, disseram que Jabor havia recuperado a consciência e que estava tendo uma melhora progressiva do quadro neurológico. “O sr. Arnaldo Jabor continua internado na UTI do Hospital Sírio-Libanês. Encontra-se consciente, em fase de recuperação do Acidente Vascular Isquêmico e melhora progressiva do quadro neurológico”, disse a equipe médica que estava cuidando do caso do jornalista.

Publicidade

Depois desse comunicado, não foram liberadas mais atualizações sobre o estado de saúde do analista político. De acordo com a assessoria do hospital Sírio-Libanês, a família não autorizou a divulgação de informações sobre o estado de saúde de Jabor.

Publicidade

O cineasta ficou muito conhecido por ter dirigido a produção do filme Eu seu que vou te amar, que foi indicado ao prêmio Palma de Ouro como o melhor filme do Festival de Cannes. Durante sua trajetória, Jabor dirigiu cerca de sete longas, dois curtas e dois documentários. O jornalista era colunista da Rede Globo desde 1991.

Publicidade

Publicidade