in

Homem recebe PIX por engano da TV Globo e gasta o dinheiro da melhor forma possível

A Rede Globo precisou entrar com uma ação na justiça para reaver a quantia, mas a situação ainda não foi resolvida.

Foto: Reprodução/ Rede Globo

A emissora Globo está vivenciando uma situação bem complicada por conta de um erro de um funcionário. A pessoa responsável pelos pagamentos na empresa acabou errando os dados ao fazer um Pix e depositou cerca de R$318 mil na conta de um homem.

Publicidade

O sujeito que recebeu a bolada acabou utilizando o dinheiro para comprar uma casa. A empresa dos Marinho precisou entrar com uma ação na Justiça para reaver a quantia. A situação desagradável aconteceu no fim de 2021, no dia 27 de dezembro

O dinheiro era para pagar um acordo trabalhista que a empresa tinha feito. O pagamento foi efetuado no mesmo dia, no entanto, aconteceu essa confusão e houve uma troca de dados. O setor da empresa que fica responsável pelas finanças alegou que um lapso fez com que o funcionário trocasse as informações e mandasse o valor para Marcos Antônio Rodrigues dos Santos.

Publicidade

O homem, quando acessou sua conta bancária, achou que tinha sido premiado e achou que o dinheiro era seu por direito e acabou gastando a bolada. No início do ano, Marcos deu entrada na sua casa própria com o dinheiro da emissora.

Publicidade

Dias após o ocorrido, a Rede Globo percebeu que havia acontecido um engano e entrou em contato com o homem para ele devolver o dinheiro. No entanto, ele já havia utilizado a quantia e já tinha finalizado a compra de sua casa própria.

Publicidade

Para a surpresa da emissora, o homem disse que não teria como devolver o dinheiro, e por conta disso a Rede Globo teve que acionar a Justiça para reverter a situação.

O juiz responsável pelo caso, Luís Felipe Negrão, afirmou que houve um erro de ambas as partes. “O presente requerimento apresenta insuperáveis equívocos”, disse o magistrado. Ele ainda afirmou que não poderá julgar a ação porque a emissora determinou um valor muito baixo para a causa. Por causa disso, o processo está parado e o problema está longe de ser resolvido.

Publicidade