in

Devendo 3 milhões de pensão ao filho e ostentando carros de luxo, goleiro Bruno irá vender açaí no RJ

O atleta ainda responde pelo assassinato de Eliza Samudio em regime aberto.

Jornal Extra | Divulgação

De contrato assinado recentemente com o clube Cruz Azul, de São Pedro da Aldeia, o goleiro Bruno está envolvido em mais um projeto. Segundo o Jornal Extra, o atleta, que ainda responde pelo assassinato de Eliza Samudio em regime aberto, irá empreender no setor gastronômico com a venda de açaí.

Publicidade

O goleiro e mais alguns amigos entraram em uma sociedade e abrirão o estabelecimento na periferia de São Pedro da Aldeia, no RJ. Morando em Cabo Frio, uma das cidades mais lindas da região dos lagos, o goleiro seria visto pelas ruas frequentemente ostentando carros de luxo. Estima-se que ele tenha uma dívida de cerca de 3 milhões com o filho Bruno.

Sonia Moura, mãe de Eliza Samudio, veio à público recentemente afirmar que o goleiro jamais pagou um real de pensão ao filho. O processo de alimentos ainda corre na Justiça. Eliza foi morta no ano de 2010. Bruno, seu amigo Macarrão, o ex-policial Bola, e outros partícipes foram condenados pela morte da modelo.

Publicidade

Bruno, por sua vez, jamais assumiu a autoria do crime, e também não reconheceu o filho da modelo como seu. À época, um suposto pedido de pensão alimentícia teria motivado o assassinato de Eliza. Bruninho era apenas um bebê quando foi encontrado pela polícia em um bairro de Minas Gerais após o desaparecimento da mãe.

Publicidade

Há pouco tempo, Bruno chegou a anunciar sua aposentadoria dos campos, afirmando que investiria no setor financeiro. Porém, logo após assinou um novo contrato com o clube Cruz Azul. O novo empreendimento do goleiro será inaugurado na próxima sexta-feira (4).

Publicidade
Publicidade