in

Jornalista Léo Batista perde a esposa de forma trágica em piscina de casa e fãs reagem: ‘que choque’

O apresentador Léo Batista passou um grande susto ao descobrir que a esposa estava morta.

Reprodução/ Globo/ Ig

Uma tragédia atingiu a vida do apresentador Global Léo Batista neste final de semana. O famoso encontrou a sua esposa Leyla Belinaso, que estava com 84 anos, sem vida, dentro da piscina da casa onde moravam no Rio de Janeiro. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados na noite de sábado (29), para uma diligência na casa do jornalista. Segundo o boletim de ocorrência, as autoridades foram acionadas após Léo chegar na área externa da casa e encontrar a esposa morta dentro da água. 

Publicidade

Léo Batista teria contado aos policiais que a esposa passou a tarde na beira da piscina do imóvel, enquanto o mesmo se encontrava dentro da residência. Em dado momento, o jornalista se dirigiu até o local para verificar se estava tudo bem com a mulher e foi quando sofreu o maior susto.

Ele percebeu que a esposa estava dentro da piscina, segurando em uma boia, mas com o rosto dentro d’água. Léo teria pulado no local e retirado a mulher para fora do local, percebendo que ela já se encontrava sem vida. Ele teria ligado para a Rede Globo na mesma hora e a polícia foi acionada. Ainda segundo a ocorrência, a família teria feito contato com o médico da vítima para que o óbito fosse atestado e o corpo liberado.

Publicidade

No boletim de ocorrência, registrado na 32ª DP, localizada em Taquara, a morte de Leyla consta como afogamento, mas o corpo da mesma ainda será analisado em uma perícia para comprovar se essa realmente foi a causa do falecimento da mulher. As circunstâncias da morte continuam sendo investigadas pela polícia do local. 

Publicidade

A notícia pegou de surpresa os fãs do jornalista, que aproveitaram postagens no Instagram para lamentar o ocorrido. Uma fã escreveu: “Nossa, que choque.” Outra internauta disse: “Muito triste! Pessoas idosas deveriam sempre estar acompanhadas. Podem tropeçar, escorregar no banho, ter um mal súbito… Que o Consolador conforte familiares e amigos.”

Publicidade

Publicidade