in

Modelo Paula Frank ganha destaque no mercado da moda ao optar por trabalhos que visam o consumo consciente e a slow fashion

A modelo Paula Frank vem se destacando pelos trabalhos na moda com foco na slow fashion e na fashion recycle.

Reprodução/Instagram

Diante dos inúmeros problemas que a cada dia ficaram evidenciados na indústria da moda, como na produção, onde algumas marcas utilizam trabalho escravo, além de dados de agências reguladoras de todo o mundo que verificaram que a indústria têxtil é uma das que mais consumem recursos naturais e poluem o meio ambiente, Paula passou a optar apenas por trabalhos com marcas que tivessem a consciência ambiental como um de seus valores de negócio. E foi se posicionando dessa forma que ela ganhou mais destaque.

Publicidade

Paula Frank explica que o consumidor consciente da moda busca por peças que tenham significado real e provoquem diálogos positivos e construtivos. Ela esclarece, também, que o consumidor consciente evita descartar a roupa rapidamente e preocupa-se em saber como foi a produção da peça.

Paula entende que a sua posição como modelo lhe dá o dever de falar sobre esses temas e influenciar positivamente as pessoas que ainda não têm essa visão clarificada em suas vidas e precisam, de alguma forma, tomar essa consciência para que, juntos, possamos diminuir os impactos que a moda e o consumo desenfreado pelo fast fashion criou nas últimas décadas.

Publicidade

Paula Frank nos deixa ainda a ideia de que devemos sempre procurar por opções de consumo sustentável, e que a tendência é que a procura por esse modelo de moda seja crescente.

Publicidade

Assim como ela, outras modelos vêm tornando esse assunto mais rotineiro e trazendo o debate à tona diariamente, para que assim, mais consumidores busquem alternativas que visem diminuir os danos causados ao nosso planeta sem precisar renunciar a um estilo próprio, belo e moderno.

Publicidade

Para Paula Frank, a moda consciente é uma tendência crescente que não tem como retroceder. Por isso ela indica a procura por brechós, o foco no slow fashion e a utilização da moda focada na produção local com materiais menos agressivos ao meio ambiente. Nessa jornada, qualquer gesto, mesmo que lhe pareça pequeno, já se torna super válido, visto que pouco a pouco vai se criando um hábito relacionado ao consumo consciente da moda e dos recursos naturais da nossa terra.

Publicidade