in

Há 4 anos, Ludmila Ferber foi informada pelos médicos que teria 6 meses de vida, amiga desabafa: ‘Ela ignorou’

A cantora gospel faleceu na última quarta-feira (26), em decorrência de um câncer de pulmão.

Instagram | Ludmila Ferber

Na última quarta-feira (26), o Brasil se despediu de uma de suas maiores vozes da música gospel. Ludmila Ferber veio à óbito em decorrência de um câncer de pulmão, doença contra a qual lutava desde o ano de 2018. De acordo com o site UOL, há cerca de 4 anos, a cantora foi informada pelos médicos que teria somente mais 6 meses de vida.

Publicidade

Superando todos os prognósticos, Ludmila continuou com seu trabalho de evangelização por todo o mundo. A cantora compartilhava, com frequência, notícias sobre sua saúde nas redes sociais. Em 2018, Ferber anunciou o diagnóstico e afirmou estar entrando em um novo momento de sua vida: a realização de quimioterapia contra a doença.

Após a confirmação da morte da cantora, artistas da música gospel usaram suas redes sociais para prestarem suas últimas homenagens. Eyshila, cantora e amiga pessoal de Ludmila, fez um longo desabado em seu perfil no Instagram. A famosa afirmou que o legado da amiga jamais seria esquecido.

Publicidade

Venceu cada muralha que se ergueu em seu caminho. Quando o médico disse que era câncer, ela ignorou. Foi pro quarto e compôs mais canções. Foi pro estúdio e gravou“, escreveu Eyshila em um comovente desabafo. Ludmila Ferber começou sua carreira no início dos anos 90, integrando a banda Koinonya.

Publicidade

Em entrevista, a cantora chegou a dizer que protelou por um tempo até procurar um médico. Ludmila já estava com uma tosse persistente, mas, devido à agenda agitada, não procurou um hospital de forma imediata. A cantora deixa três filhas, Daniela, Ana Lídia e Vanessa Ferber Lino.

Publicidade
Publicidade